• 27 de janeiro de 2022

RESQUÍCIOS DA GESTÃO DE MORO | STF prorroga prazo de inquérito contra Bolsonaro sobre interferência na PF

O inquérito sobre a suposta interferência do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), no comando da Polícia Federal teve seu prazo prorrogado nesta sexta (7) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

O despacho de Moraes estendeu por mais 90 dias o prazo do inquérito que foi aberto em abril de 2020 após declarações do ex-juiz Sergio Moro, que ao se demitir do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, naquele ano, acusou Bolsonaro de tentar interferir na PF por meio da troca do diretor-geral da instituição.

Leia também  APÓS DISTRIBUIR VACINAS | Bolsonaro perde apoio de aliados com início da vacinação no País

“Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações e a existência de diligências em andamento, nos termos previstos no artigo 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 90 dias, a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de janeiro de 2022), o presente inquérito”, decidiu o ministro.

O inquérito é a primeira das cinco investigações contra Bolsonaro no exercício do mandato que ele responde no STF e no Tribunal Superior Eleitoral.

Leia também  LEWANDOWSKI GARANTIU BLINDAGEM | Ex-ministro Pazuello vai a CPI da Covid com direito a ficar calado

Jair Bolsonaro tentou de todas as formas escapar do inquérito chegando até mesmo a retardar o seu depoimento solicitado pelo STF. Na ocasião, ele acusou o ex-ministro Moro de ter pedido para ser indicado à vaga no Supremo para que Bolsonaro pudesse nomear Alexandre Ramagem como diretor-geral da PF em 2020.

Após a conclusão das investigações, o inquérito seguirá para a PGR que vai decidir se denuncia ou não Jair Bolsonaro.

Leia também  DEFENSOR DOS MADEIREIROS | STF pede à PGR que se manifeste sobre investigações contra Ricardo Salles

Foto: Marcelo Casal Jr/Ag. Brasil

Expressão Brasiliense

Read Previous

INSCRIÇÕES ABERTAS | AGU realiza processo seletivo para estágio para estudantes do ensino médio e superior

Read Next

MEIS E PEQUENAS EMPRESAS | Bolsonaro veta projeto de lei que permite a renegociação de dívidas