• 22 de julho de 2019

Ministros com mandato são exonerados para votar reforma da Previdência

Ministros Onyx Lorenzoni e Marcelo Álvaro Antônio deixaram o cargo provisoriamente

O governo Bolsonaro está empenhado em aprovar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados o mais rápido possível. O Diário Oficial da União desta terça-feira (09) trouxe as exonerações dos ministros da Casa Civil da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio para que eles possam participar da votação da reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados. Ontem (8), o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, anunciou as exonerações dos ministros.

“Os ministros que têm mandato já estão liberados para participarem da votação. O senhor presidente entende que a presença deles em plenário há de reforçar a presença do governo em plenário, no sentido que a Nova Previdência é essencial para o futuro do nosso país”, disse o porta-voz.

Atualmente, quatro ministros do governo são deputados federais: o chefe da Casa Civil, Onyx Lorezoni (DEM-RS); a titular da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS); o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) e o titular da pasta da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS).

O suplente de Onyx é o deputado Marcelo Brum (PSL-RS); a suplente de Tereza Cristina é a deputada Bia Cavassa (PSDB-MS); o suplente de Álvaro Antônio é Enéias Reis (PSL-MG); e o suplente de Osmar Terra é Darcísio Perondi (MDB-RS). O governo não informou se vai exonerar todos os quatro ministros para votarem a reforma.

Publicidade

O porta-voz da Presidência da República disse ainda que o governo está confiante na aprovação da reforma da Previdência e ressaltou que os dois turnos da votação da medida – uma exigência para propostas de emenda constitucional (PEC) – podem ser votados ainda esta semana.

“O deputado Rodrigo Maia também está esperançoso, e ele inclui nessa esperança a possibilidade de votar os dois turnos da Nova Previdência ainda essa semana. Então, é um sinal de que o esforço conjunto entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, na pessoa do presidente da República e seus representantes, os ministros Onyx e o ministro Ramos, e na pessoa do deputado Rodrigo Maia, estão se mostrando adequados”, afirmou Rêgo Barros.

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL/SP) disse que acredita que a reforma da Previdência será aprovada em dois turnos no plenário da Câmara até a próxima sexta-feira. A parlamentar acredita que o placar será um pouco mais de 340 votos a favor.

Por outro lado, as exonerações de Lorenzoni e Marcelo Alvaro podem também significar um “Tchau, obrigado” para os dois parlamentares já que nos bastidores considerasse que tiveram atuações abaixo do esperado, principalmente, Marcelo Alvaro por estar envolvido em escândalo de desvios de recursos de campanha. Vamos aguardar.

Com informações da Agência Brasil e Portal Estadão

expressaobrasiliense

Read Previous

Em seis meses, Fundo de Saúde paga mais de R$ 3,8 bilhões em despesas

Read Next

1º turno da reforma da Previdência deve ser votada hoje na Câmara

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.