• 25 de julho de 2021

CPI DA COVID | Após denunciar pressão por compra de vacinas, deputado Luis Miranda (DEM) e seu irmão serão ouvidos no Senado na próxima sexta (25)

Nem mesmo o começo do inverno conseguiu impedir que a chapa esquentasse em Brasília na tarde desta quarta (23) após o deputado Luis Miranda, do DEM, divulgar que houve pressão para liberar a compra da vacina Covaxin por parte de servidor da cúpula do Ministério da Saúde e que ele foi até o presidente da República, Jair Bolsonaro, sem partido, revelar o fato em março deste ano.

Veja também

O FINO DA POLÍTICA | Racha no Patriota pode chegar ao DF

Com a revelação feita pelo parlamentar do DF, a CPI da Covid no Senado Federal o convidou para prestar esclarecimentos no colegiado juntamente com seu irmão, Luis Ricardo, servidor do Ministério da Saúde, que, segundo o deputado, atua no setor do órgão que autoriza a compra das vacinas pelo governo federal.

Leia também  GDF se prepara para a revisão do PDOT

A ida de Luis Miranda e seu irmão à CPI da Covid está agendada para a próxima sexta, às 14h.

Assim que a notícia correu o mundo, o tempo fechou na capital federal. Não se fala de outra coisa e o deputado, até então considerado um bolsonarista de primeira hora, já é chamado de traidor e oportunistas pela ala mais radical de apoiadores do presidente.

Leia também  TSE vai combater fake news com apoio da imprensa

Segundo o parlamentar, quando esteve com o presidente Jair Bolsonaro em março e denunciou que havia pressão para autorizar a compra da vacina da Covaxin, o chefe do Planalto ficou de tomar providências.

Depois desse encontro, o deputado disse em entrevistas nesta quarta que a relação esfriou e que até mesmo suas emendas destinadas para o DF foram canceladas pelo governo Bolsonaro.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) concedeu entrevista no fim da tarde desta quarta, para jornal O Globo, e disse que Miranda terá que “provar o que diz ou estará em maus lençóis”.

Leia também  PRIORIDADE DO GDF | Ibaneis quer garantir luz em áreas de regularização do DF

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), informou que o deputado Luis Miranda pediu para ser convidado a comparecer na comissão juntamente com seu irmão. Omar classificou as denúncias como “gravíssimas”.

O Expressão Brasiliense entrou em contato com o deputado para saber mais sobre o assunto e até o momento não obtivemos resposta. O espaço está aberto.

Da Redação

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

expressaobrasiliense

Read Previous

VAI DEIXAR DE SER TUCANO | Geraldo Alckmin deve anunciar saída do PSDB

Read Next

AGÊNCIAS DO TRABALHADOR | Vagas para trabalhar em bares e restaurantes predominam nesta quinta (24)