• 24 de julho de 2021

O FINO DA POLÍTICA | Racha no Patriota pode chegar ao DF

Racha no Patriota pode chegar ao DF

Foto: Reprodução Revista Diária/Google Imagens

A disputa interna do Patriota para receber Bolsonaro na legenda está ultrapassando as barreiras das executiva nacional. Aqui no DF, já tem gente de olho no comando do Patriota e especulam que o atual presidente do partido, Adalberto Monteiro, já não está mais no cargo. No entanto, enquanto os dirigentes nacionais aparam as arestas, no site do Patriota ainda consta o nome de Adalberto no comando do partido por estas bandas.

Bolsonaristas na espreita

Fontes disseram a este colunista que bolsonaristas do DF aguardam a definição da briga para saber se embarcam ou não no partido. O grupo já até definiu possíveis nomes para tomar contar do Patriota-DF, a mais cotada é a deputada Bia Kicis, que está no PSL e é uma das vozes do governo dentro do Congresso.

Grande perda

Caso Adalberto Monteiro deixe o comando do Patriota na capital federal quem vai perder será a própria legenda. O dirigente partidário conhece a política local como poucos e sabe montar nominata à cargos proporcionais com muita destreza e eficiência.

Um bom estrategista 

Na eleição de 2018, Adalberto mostrou suas credenciais e o antigo PRP (incorporado ao Patriota em março de 2019), sob seu comando, elegeu Bia Kicis para deputada federal e Daniel Donizet para distrital. Hoje, os dois não estão mais com Adalberto, mas sabem que graças a estratégia dele, estão com seus mandatos.

Leia também  PARCERIA QUE DEU CERTO | Nação BRB FLA atinge a marca de 1 milhão de clientes

Republicanos de braços abertos para Luis Miranda

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Considerado a surpresa da última eleição, o deputado federal Luis Miranda, do DEM, está sendo cortejado pelo Republicanos. Fontes afirmaram à coluna O Fino da Política que a cúpula do partido convidou o parlamentar para ingressar na legenda.

Brilho próprio

Vale registrar que, em 2018, um desconhecido Luis Miranda USA teve mais de 65 mil votos. Juntando os votos do deputado com os dos outros dois candidatos do partido e os votos destinados à legenda, ao todo, o DEM teve apenas 71.083. Portanto, Miranda tem o seu valor.

Sem diálogo no Democratas

Um dos motivos para o convite a Luis Miranda é porque já se sabe que ele não se sente mais tão “democrata” devido à falta de diálogo dentro do partido.

Em uma conversa rápida com este colunista, o deputado disse que ainda está cedo para tratar do assunto.

Outros Partidos

Questionado se houve convites de outras legendas e se pensava em mudar de ares partidários, Luis Miranda foi categórico com este colunista. “Se não for para continuar Democratas, que seja Republicanos”.

União entre Leila e PT-DF perdeu fôlego

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

No início do ano surgiu a ‘tese’ de que a senadora Leila Barros (PSB) seria a cabeça de chapa ao GDF com o PT indicando um de seus quadros para concorrer ao Senado em 2022. Com o passar dos meses, a tal ‘tese’ perdeu fôlego e os petistas já falam em ter candidato próprio.

Relação azedou com Rollemberg

Os petistas e pessebistas eram próximos até o governo Rollemberg. As relações depois da passagem do PSB pelo Palácio do Buriti deixou mágoas e ressentimentos.

Leia também  O FINO DA POLÍTICA | PTB está cotado para indicar o vice na chapa de Bolsonaro

Fraga pode engrossar o caldo da 3ª via

Foto: Reprodução do portal Metrópoles

Segundo a Coluna do Gianelli, assinada pelo jornalista Sandro Gianelli, no site Conectado ao Poder, o ex-deputado federal e presidente regional do DEM-DF, Alberto Fraga, deve conversar com o grupo político composto por Eliana Pedrosa e Alirio Neto que está trabalhando para construir uma 3ª via para concorrer ao Palácio do Buriti em 2022. O bate-papo está previsto para este domingo.

Point da política brasiliense

Durante a semana, este colunista revelou um encontro que ocorreu na sofisticada padaria Bellini, na 113 sul, entre Eliana, Alirio, o ex-distrital Fábio Barcellos e o advogado Lucas Kontoyanis. O lugar está sendo considerado o ‘point da política brasiliense’.

Encontro casual

Curiosamente, enquanto Eliana, Alirio, Fabio e Kontoyanis conversavam na Bellini, o ex-deputado federal Geraldo Magela, do PT, passou pelo local. O petista confirmou a este colunista que esteve na padaria para uma conversa com uma aliada e que o encontro com os ex-distritais foi uma coincidência. Magela sentou-se à mesa por poucos minutos, mas garantiu que nem sequer falaram de política.

Leia também  O FINO DA POLÍTICA | Os bastidores da política em Brasília

Enfim sentou na cadeira

Foto: Silvio Abdon/CLDF

O mais novo deputado distrital da cidade, Guarda Jânio, do PROS, lutou durante 20 anos para chegar ao tão sonhado cargo. O PM disputou cinco campanhas eleitorais e sempre bateu na trave ficando como suplente. No decorrer desses anos, ele sempre alimentou a esperança de assumir o cargo e só agora em 2021 conseguiu realizar esse sonho.

Graças a Ibaneis e Fernando Fernandes

Guarda Jânio só sentiu o gosto de sentar na cadeira de distrital graças a articulação do governador Ibaneis Rocha junto ao titular, delegado Fernando Fernandes, que está sem partido. Jânio na verdade era o segundo suplente e quem deveria assumir no lugar do delegado seria a ex-distrital Telma Rufino (PROS), porém, poucos confiam na atual administradora de Arniqueira e foi uma exigência de Fernando para deixar o cargo. Taí o porquê que o Guarda assumiu o posto.

* José Fernando Vilela é editor-chefe e colunista deste portal. A coluna O Fino da Política é publicada todos os domingos.

expressaobrasiliense

Read Previous

VICENTE PIRES | Ibaneis vistoria obras da UPA e construção de ponte na Av. Misericórdia

Read Next

NOVO ENSINO MÉDIO | Professores da rede pública rede pública do DF participam de curso de formação