• 23 de julho de 2024

CPI DA CLDF | Distritais aprovam convocação dos generais G. Dias, Gustavo Henrique Dutra e Augusto Heleno

Distritais que integram a comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara Legislativa do DF (CLDF) mudaram de estratégia e durante a sessão ordinária desta quinta (27) aprovaram novos requerimentos que convocam, desta vez na condição de testemunha, os generais Gonçalves Dias, Gustavo Henrique Dutra e Augusto Heleno. Os militares já haviam sido convidados a depor, mas poderiam acionar a Justiça para ficar em silêncio.

Dos três generais, o ex-ministro do GSI do governo Bolsonaro, Augusto Heleno, iria comparecer à CPI no dia 20 de abril. Ele chegou a confirmar presença, porém, no dia anterior, o militar comunicou que não participaria da oitiva. A atitude de Heleno fez com que os distritais reavaliassem o formato das próximas convocações.

O depoimento dos militares é muito aguardado. A justificativa para convocar os generais é baseada nos relatos de outros depoentes, como o do coronel Naime, ex-comandante de operações da PMDF. Segundo o coronel, o Exército protegeu os manifestantes que estavam no QG na noite do dia 8 de janeiro e impediu o cumprimento da determinação judicial do ministro do STF, Alexandre de Moraes para desmontar o acampamento no Setor Militar Urbano.

Além de impedir a ação da PMDF, os distritais também querem investigar e apurar o suposto envolvimento de agentes públicos federais e militares com os atos dos dias 12 de dezembro de 2022 e 8 de janeiro. 

“Desta vez estamos convocando os generais na condição de testemunha para que eles não entrem na Justiça pedindo para não falar nada aqui na CPI. Eles vão ter que vir agora”, enfatizou Chico Vigilante, presidente da CPI da CLDF.

Os generais Gonçalves Dias e Augusto Heleno comandaram o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI). Já o general Gustavo Henrique Dutra era responsável pelo Comando Militar do Planalto.

Anderson Torres ainda não será convocado

Um dos últimos requerimentos a ser apreciado foi o de uma nova convocação do ex-ministro e ex-secretário Anderson Torres para depor na CPI. Porém, os distritais concluíram que diante das notícias veiculadas nos últimos dias a respeito de Torres, que apresenta sintomas e quadro de depressão, esse não seria o momento ideal para colher o seu depoimento. Os deputados acordaram que ele será ouvido mais para frente.

Foto: Divulgação/Ag. CLDF

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

GDF PRESENTE | Dez RAs recebem serviços de manutenção asfáltica

Read Next

COPA DO BRASIL 2023 | Sorteio das oitavas de final da competição será na próxima terça (2/5)