• 13 de junho de 2024

Zuckerberg confirma integração entre Whatsapp, Messenger e Instagram

Os aplicativos de interação virtual estão se tornando cada vez mais usual no cotidiano das pessoas. Com o crescimento da quantidade de smartphones, o troca-troca de mensagens de áudio, vídeo ou imagem é o novo meio de comunicação. Visando ampliar sua área de atuação, a maior empresa do ramo já anunciou que irá integrar o serviço de envio de mensagens.

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, confirmou nesta quarta-feira (6) que irá integrar o WhatsApp com o Messenger e Instagram Direct, ambos aplicativos de conversa que pertencem à empresa dele. Mas o executivo não deu uma data para isso começar a acontecer.

A primeira medida será permitir que os contatos de um app sejam acessíveis nos demais.

“Planejamos tornar possível que você mande mensagens aos seus contatos usando qualquer um dos nossos serviços”, escreveu nesta quarta-feira (6).

Rumores sobre a integração circulavam desde o começo do ano. Ao confirmar a novidade, Zuckerberg citou diversas vezes que as mudanças ocorrerão “dentro de alguns anos”.

A notícia está em um “textão” que o executivo publicou em seu perfil no Facebook, onde destacou que privacidade e os apps de conversa são o futuro das redes sociais e prometeu facilitar e dar mais segurança a esse serviço.

O que deve mudar

Como é atualmente:

“Hoje, se você quiser mandar uma mensagem para alguém no Facebook, tem que usar o Messenger; no Instagram, o Direct; e, no WhatsApp, o WhatsApp. Queremos dar a opção de contatarem seus amigos de todas as redes com o app que preferirem”, explicou Zuckerberg.

Como vai ficar

Segundo o chefão do Facebook:

os contatos de um app poderão ser acessados nos demais; mas isso não será obrigatório

uma mensagem enviada por um dos aplicativos chegará ao app de preferência do seu contato (mesmo que seja diferente do que você usou)

futuramente, a integração vai incluir SMS

se publicar uma história no Facebook e no Instagram (que já se relacionam), as interações de seus amigos poderão aparecer em um único lugar

Apps não vão se fundir

Zuckerberg não fala em fundir os aplicativos. Ao contrário, cita planos de melhorar tanto o Messenger quanto o WhatsApp.

Matéria do Portal G1

Foto: Google Imagens

Expressão Brasiliense

Read Previous

Violência e vandalismo durante o Carnaval deste ano deixa o alerta para as autoridades

Read Next

Michelle Bolsonaro, Marcos Pontes e Izalci Lucas participam de aula inaugural de projeto de inclusão digital no Guará