• 18 de agosto de 2022

ELEIÇÕES 2022 | Diante das incertezas de Reguffe, União Brasil dispensa o senador e declara apoio a Ibaneis Rocha

A falta de um posicionamento firme por parte do senador Reguffe, do União Brasil, em ser ou não candidato ao GDF nas eleições deste ano cansou até mesmo a cúpula de seu partido. Na manhã desta sexta (5), último dia para realização de convenções partidárias, o presidente da sigla no DF, Manoel Arruda, anunciou a decisão do União Brasil em não lançar o senador para o GDF e declarou apoio ao atual governador e candidato à reeleição pelo MDB, Ibaneis Rocha, durante a coletiva de imprensa de lançamento da candidatura avulsa da ex-ministra Damares Alves, do Republicanos, ao Senado.

Em nota oficial divulgada nas redes sociais, Manoel Arruda afirma que o partido sempre teve “o objetivo de ter um nome próprio para concorrer ao Governo”. Ele ainda reforça que “os compromissos feitos com ele durante a filiação foram cumpridos da nossa parte. Confiamos a Reguffe a posição de candidato ao Governo do DF pelo União Brasil e demos a ele a opção de indicar e auxiliar o partido na escolha de alguns membros da chapa e alianças”.

Nos bastidores, assessores e políticos de diversas legendas sustentam que Reguffe gostaria de ter o controle total da situação e escolher os nomes para compor a chapa sem a interferência até mesmo dos líderes dos outros partidos aliados.

No entanto, no texto assinado por Manoel Arruda, o dirigente partidário ressalta que “nenhuma campanha ou partido são feitos de uma única pessoa ou liderança. Um partido não tem dono; ele é resultado da união de pessoas que acreditam no mesmo ideal. A união não é feita apenas de um lado”.

E para finalizar, a nota do União Brasil-DF destaca que o partido defende uma gestão participativa e que não atenda apenas interesses isolados. Esse trecho do texto dá a entender que o projeto do senador não iria garantir a união de diferentes vozes, pessoas e propostas.

Não disse ao que veio

Um fato muito comentado no meio político foi que o senador Reguffe esteve na convenção do União Brasil na noite de quinta (4) e continuou com seu discurso de incerteza. Reguffe preferiu dizer que somente nesta sexta iria tomar uma decisão definitiva, o que acabou deixando a direção do partido preocupada.

Na verdade, o senador tem adotado esse discurso desde o fim de 2021. Na política, quem quer ser candidato ao Executivo não pode querer entrar numa disputa eleitoral tomando decisões às vésperas do prazo das convenções.

Damares de volta

Em meio a essa novela envolvendo o senador Reguffe, a ex-ministra Damares Alves voltou para o tabuleiro e vai concorrer ao Senado pelo Republicanos como candidata avulsa. Além do seu partido, ela contará com o apoio do União Brasil-DF. As duas legendas apoiarão Ibaneis Rocha informalmente.

Foto: Reprodução/Instagram

José Fernando Vilela

É jornalista com especialização em Marketing Político e Eleitoral. É editor-chefe e colunista do Expressão Brasiliense. É o atual presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias. Já trabalhou em diversos órgãos governamentais como a SES/DF, Sec. de Habitação do DF, Codhab/DF, entre outros. Assessorou parlamentares na CLDF, Câmara dos Deputados, Senado, além de partidos políticos.

Read Previous

LUTO NO BRASIL | Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos

Read Next

ELEIÇÕES 2022 | Arruda comemora decisão do STF e reafirma que é candidato a federal

error: A reprodução ou cópia deste conteúdo é proibida sem prévia autorização deste portal.