• 23 de maio de 2022

O FINO DA POLÍTICA | Comissão do TRE-DF que vai fiscalizar a propaganda eleitoral já está de olho em pré-candidatos

Comissão do TRE-DF que vai fiscalizar a propaganda eleitoral já está de olho em pré-candidatos

Foto: Divulgação/TRE-DF

O Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) realizou na última terça (26) a primeira reunião com os juízes da Coordenação de Organização e Fiscalização da Propaganda Eleitoral (COFPE) que vão participar das eleições na capital federal neste ano. A coordenação é responsável por fiscalizar a propaganda eleitoral em todo o Distrito Federal, podendo exercer inclusive o poder de polícia. A COFPE vai também deliberar sobre localização de comícios e propaganda em geral, inclusive aquelas veiculadas pela internet, pelo rádio e pela televisão.

Interlocutores do TRE-DF disseram à coluna O Fino da Política que certas ações e atividades realizadas por futuros candidatos, que se utilizam do período de pré-campanha para se mostram ao eleitor, já estão na mira da coordenação.

Fora de época

De acordo com as regras eleitorais, o uso de outdoors ou dispositivo similar, distribuição de brindes e materiais que caracterizem qualquer pedido de voto de forma explícita ou implícita não são permitidos nesse período de pré-campanha.

Aqui no DF, temos alguns casos de pré-candidatos que aparecem em outdoors ou veículos com adesivos que já podem ser enquadrados pelos juízes da COFPE, segundo as fontes da Justiça Eleitoral do DF.

Desde o ‘ato falho’, Arruda vem aumentando a frequência de suas aparições em eventos públicos para salvar pré-candidatura de Flávia

Fotos: Divulgação/Ag. Brasília

As recentes aparições do ex-governador José Roberto Arruda, do PL, em eventos públicos vêm gerando especulações sobre quais são as suas reais intenções. Um detalhe que não passa despercebido nos bastidores é que desde que veio à tona o tal ‘ato falho’ de Arruda, no qual chamou a sua esposa deputada Flávia, também do PL, de governadora num evento político no Gama, cidade que é conhecida por ser seu reduto eleitoral, ele tem intensificado sua presença em atos públicos.

Leia também  NOVOS PROTESTOS | Confrontos voltam às ruas no Chile

A sustentação de Flávia

Analistas e observadores da política local avaliam que Zé Roberto está fazendo isso para ajudar a ex-ministra Flávia a garantir seu lugar ao sol na chapa governista liderada por Ibaneis Rocha, do MDB, como senadora. Em conversas com alguns arrudistas, na visão deles, a Flávia Arruda só chegou onde chegou por ser a esposa do ex-governador.

“Quem não se lembra daquele discurso dela no lançamento de sua campanha em 2018, numa casa de festas lá na Estrutural, quando a Flávia falou que estava se candidatando mais por vontade do Arruda do que dela? Ou seja, ela só é deputada por causa dele e não será diferente para tentar se eleger ao Senado”, sustentou a fonte arrudista.

Pré-candidaturas de PO e Damares Alves preocupa

Fotos: Reprodução/Google Imagens

Ainda conforme os apoiadores do casal Arruda, o anúncio das pré-candidaturas ao Senado do empresário e ex-vice-governador, Paulo Octávio, do PSD, e da ex-ministra da Mulher e Direitos Humanos do governo Bolsonaro, Damares Alves, do Republicanos, deixou a todos preocupados.

PO sempre esteve ao lado de Arruda e o casal esperava contar com seu apoio. Já a pastora Damares conta com a simpatia e o apoio maciço dos bolsonaristas. Estrategicamente, os dois atrapalham os planos dos Arrudas.

O federal da Damares

Foto: Reprodução/Instagram

Quem se deu de bem com a entrada de Damares Alves na disputa eleitoral ao Senado foi o advogado e suplente de deputado federal, Paulo Fernando. Recém-chegado no Republicanos, Dr. Paulo, como também é chamado, é católico e é amigo de Damares a mais de 26 anos. Os dois trabalharam juntos no ministério e em outras situações em defesa da vida e da família.

Leia também  RETOMADA CULTURAL | Caiado lança programa com ações para apoiar o segmento

Paulo Fernando já foi até professor da ex-ministra. No decorrer da semana, Damares fez um depoimento nas redes sociais elogiando a atuação do advogado que deixou muita gente do partido com ciúmes. Tem um ‘republicano espertalhão’ que anda dizendo por aí que não achou justo uma pastora evangélica declarar apoio a um católico. Pelo visto, santo de casa não faz milagre no segmento evangélico.

Violeiro fake da política do DF

Foto: Divulgação/Leandro Grass

Um vídeo do distrital e pré-candidato ao GDF, Leandro Grass, do PV, tocando violão deu o que falar nos bastidores. Os comentários nos bastidores são de que o parlamentar fez uma encenação para lá de ruim e um detalhe muito importante, segundo os profissionais da música, as notas estavam erradas. Aonde era para fazer um Sol (G), Leandro fez Ré (D), no lugar de Dó (C), o distrital colocou um Mi (E), e onde era um Fá (F), Grass posicionou os dedos no Si (B). Portanto, no entendimento dos especialistas, temos um ‘violeiro fake na política do DF’.

Palestras do Fincop animam assessores de políticos do DF

Foto: José Fernando Vilela/Expressão Brasiliense

A capital federal recebeu a 2ª edição do Fórum Internacional de Comunicação Política, o Fincop, que foi realizado na sexta (29) e sábado (30), no auditório de uma faculdade privada, na Asa Sul. Entre os palestrantes, a organização trouxe feras da comunicação política como o espanhol Antônio Sola, a mexicana Gisela Rubach e o venezuelano Amaury Mogóllon. Do Brasil, vieram gente renomada como o premiadíssimo publicitário Ricardo Amado, o consultor Marcelo Vitorino e o especialista em comunicação política, Paulo Ferrari, entre outros.

Leia também  Os bastidores da política brasiliense

Como o evento foi em Brasília, muitos assessores de pré-candidatos e também de parlamentares participaram do Fincop. O pessoal pode absorver muito conteúdo de qualidade e tiveram a oportunidade de ter um panorama das tendências e práticas que podem ser adotadas para o pleito eleitoral deste ano.

Vale-tudo pelo voto

Como a maioria dos palestrantes abordaram e expuseram alguns cases de sucesso, já teve assessor vislumbrando como fazer com o seu assessorado. Teve uma assessora de um parlamentar do DF que ao ouvir de um painelista que era importante cativar o eleitor pelo dor tratou logo de enviar uma mensagem para o chefe para dizer que ele tinha que ‘explorar melhor aquele defeito’ que ele tinha numa das partes do corpo.

Já outro assessor pensou em mandar dar um tiro no seu pré-candidato e anunciar que foi o seu concorrente que atentara contra sua vida. Ou seja, prepare-se eleitor, pois teremos fortes emoções e muita armação nas eleições deste ano. O vale-tudo pelo seu voto já começou.

* José Fernando Vilela é editor-chefe e colunista deste portal. A coluna O Fino da Política é publicada todos os domingos.

OBS: A coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos sem a prévia autorização deste site . 

José Fernando Vilela

É jornalista com especialização em Marketing Político e Eleitoral. É editor-chefe e colunista do Expressão Brasiliense. É o atual presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias. Já trabalhou em diversos órgãos governamentais como a SES/DF, Sec. de Habitação do DF, Codhab/DF, entre outros. Assessorou parlamentares na CLDF, Câmara dos Deputados, Senado, além de partidos políticos.

Read Previous

TENDÊNCIA OU AVENTURA? | País africano passa a adotar bitcoin como moeda oficial; FMI pede cautela

Read Next

OPORTUNIDADES EM ALTA | Queda na taxa de desemprego evidencia retomada econômica do DF