Morre Geraldo Campos, um dos fundadores do PSDB/DF

Faleceu na madrugada desta segunda-feira (17), o ex-deputado federal, Geraldo Campos, aos 93 anos, em Brasília. Ele estava internado há mais de 40 dias em decorrência de uma pneumonia. O sergipano veio para Brasília ainda na década de 50, foi um dos primeiros moradores da região, antes mesmo da inauguração da capital federal. Campos integrou partidos como PCB, MDB e foi um dos fundadores do PSDB.

Em Brasília, Geraldo Campos foi presidente da Associação dos Servidores da Novacap de 1960 até 1964, ano o qual o regime militar cassou seu mandato. Campos lutou por melhores condições de vida aos operários que viviam na região e construíram Brasília. O ex-deputado participou da denúncia do massacre de operários no acampamento da Construtora Pacheco Fernandes, à época da construção de Brasília, episódio relatado em filme de Wladimir de Carvalho. Na Novacap foi um dos responsáveis pela inclusão da categoria na classe de servidores públicos, tendo, ainda, participação ativa na luta pela criação do 13º salário.

Em 1964, então membro do Partido Comunista, foi preso e condenado por dois anos, durante os quais foi torturado pelo esquema de repressão da ditadura. Ainda durante o período da ditadura, Geraldo se formou em Direito pelo CEUB em 1977.

Na política, Geraldo foi eleito deputado federal pelo DF em 1986. Participou da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição Federal de 1988. A consolidação do PSDB passa por ele, pois lutou incansavelmente pelo partido. Na Câmara, foi presidente da Subcomissão de Direito dos Trabalhadores e Servidores Públicos e relator da Lei nº 8.112, que instituiu o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos na Comissão de Justiça, Finanças e Trabalho. Geraldo Campos participou ativamente da luta pela representação política do Distrito Federal.

Geraldo Campos foi advogado do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, diretor da Fundação Educacional do DF, conselheiro do Conselho de Educação do DF, secretário de Assuntos Internacionais da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, assessor jurídico da antiga Superintendência de Abastecimento de Brasília (SAB) e presidente da Federação dos Servidores Públicos do Brasil.

O PSDB/DF acabou de divulgar uma nota de pesar pelo falecimento de Geraldo Campos. Confira:

Nota de pesar pelo falecimento de Geraldo Campos

É com muita tristeza que comunicamos o falecimento de nosso querido professor, ex-deputado e fundador do PSDB, Geraldo Campos.

Como uma das mais destacadas lideranças do PSDB, Geraldo Campos participou ativamente da luta pela autonomia política do Distrito Federal. Eleito deputado constituinte em 1986, foi presidente da Subcomissão de Direito dos Trabalhadores e Servidores Públicos e relator da Lei 8.112, que institui o Regime Jurídico Único do Servidor Público na Comissão de Justiça, Finanças e Trabalho da Câmara dos Deputados.

Em 1988 foi um dos artífices mais importantes na fundação e construção do Partido da Social Democracia Brasileira, especialmente de sua representação na capital do país.

O PSDB do DF manifesta solidariedade à família, demais parentes e amigos neste momento de grande dor.

Deputado Federal Izalci Lucas

Presidente Regional do PSDB/DF

O velório está marcado para terça-feira (18), a partir das 8h, na capela 01, no Campo da Esperança (Asa Sul). O sepultamento ocorrerá às 11h30.

Da Redação com informações da CLDF

Foto: Arquivo/CLDF

expressaobrasiliense

Read Previous

Família Bolsonaro sangra enquanto o motorista não abre o bico

Read Next

Trump não virá para a posse de Bolsonaro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.