• 25 de julho de 2021

Marcola, líder máximo do PCC chega na capital federal

Apesar das inúmeras tentativas de autoridades do DF para impedir à vinda de criminosos de alta periculosidade para a Penitenciária Federal de Brasília, não teve jeito. O principal chefe da facção criminosa mais perigosa do Brasil, o Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola, chegou, nesta sexta-feira (22), à capital federal.

Leia também  Izalci afirma que vai cumprir seu mandato e ajudará Ibaneis e Bolsonaro em seus governos

Marcola já está na unidade de segurança máxima que fica ao lado do Complexo da Papuda. A chegada de Marcola foi alvo de críticas do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB). “Eu tenho de zelar pela população brasiliense, por 186 representações diplomáticas, pelo Congresso Nacional, pelo Palácio do Planalto. É inadmissível aceitar a instalação do crime organizado na capital da República”, segundo o portal Metrópoles.

Leia também  Mulher é esfaqueada em shopping popular no DF

Além de Marcola, outros três integrantes do PCC vieram no mesmo voo e vão ficar em Brasília: Cláudio Barbará da Silva, Patrik Wellinton Salomão, e Pedro Luiz da Silva Moraes, o Chacal. A chegada deles ocorre no mesmo dia em que a Polícia Civil e o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) fazem operação contra a expansão da facção criminosa no DF.

Leia também  Revitalização do Autódromo de Brasília ganha apoio de peso

Primeiros presos

Já estão na penitenciária federal de Brasília Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior, o Marcolinha, irmão de Marcola; Antônio José Müller, o Granada; e Reinaldo Teixeira dos Santos, conhecido como Funchal ou Tio Sam.

Da Redação com informações do Portal Metrópoles

Foto: Reprodução da Matéria

expressaobrasiliense

Read Previous

Resgate da cultura sertaneja no Distrito Federal é transmitido pelas ondas do rádio

Read Next

O título da série B de 1998 do Gama será celebrado pela CLDF