• 22 de março de 2019

Carta de Lula oficializa Haddad e fala em perseguição jurídica

Ao lançar candidatura de Fernando Haddad e de Manuela D’Ávila à Presidência da República, o PT divulgou uma carta escrita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apresentando o novo cabeça de chapa. Na carta, Lula pede voto para Haddad e se diz vítima de uma “farsa judicial e de perseguição política”.

“Minha condenação é uma farsa judicial, uma vingança política, sempre usando medidas de exceção contra mim. Eles não querem prender e interditar apenas o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva. Querem prender e interditar o projeto de Brasil que a maioria aprovou em quatro eleições consecutivas, e que só foi interrompido por um golpe contra uma presidenta legitimamente eleita, que não cometeu crime de responsabilidade, jogando o país no caos”, diz o texto, lido pelo ex-deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado de Lula e um dos fundadores do PT.

“Por isso, quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim, que votem no companheiro Fernando Haddad para Presidente da República. E peço que votem nos nossos candidatos a governador, deputado e senador para construirmos um país mais democrático, com soberania, sem a privatização das empresas públicas, com mais justiça social, mais educação, cultura, ciência e tecnologia, com mais segurança, moradia e saúde, com mais emprego, salário digno e reforma agrária”, diz o texto.

Matéria do portal Metrópoles

Foto: Divulgação da matéria

expressaobrasiliense

Read Previous

Pesquisa Datafolha: Bolsonaro, 24%; Ciro, 13%; Marina, 11%; Alckmin, 10%; Haddad, 9%

Read Next

Ericka Filippelli quer uma Brasília mais igual e que ofereça oportunidades a todos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

gtag('js', new Date()); gtag('config', 'UA-136505599-1');