• 22 de julho de 2019

Como a tecnologia trazida pelos israelenses irá ajudar nos resgates em Brumadinho

Cerca de 130 militares israelenses estão colaborando nas operações de resgate na região de Brumadinho, em Minas Gerais (MG). A equipe conta com a ajuda da tecnologia para tentar localizar vítimas e até mesmo analisar a estabilidade de outras barragens.

Cerca de 16 toneladas de equipamentos foram levados à cidade. Entre eles estão sonares submarinos com tecnologia de imagem e som capaz de localizar corpos debaixo metros de lama. Os israelenses também usarão detectores de calor na busca por vítimas.

Outros dispositivos serão utilizados para rastrear o sinal dos celulares das vítimas. Para isso, as equipes contam com a colaboração das operadoras de telefonia móvel, responsáveis por disponibilizar as informações sobre os sinais transmitidos por eles.

Drones também serão usados para fotografar imagens aéreas da área do desastre, segundo o jornal The Jerusalem Post. Até o momento, estima-se que o rompimento da barragem da mineradora Vale deixou 60 mortos.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou nesta segunda-feira (28/01) que a ajuda dos militares israelenses terá um papel fundamental nas operações. “Com a tecnologia deles vamos aumentar em muito as chances de encontrar novos sobreviventes”, disse em um breve pronunciamento.

Além dos resgates, a equipe também se concentra em avaliar a situação de outras barragens do complexo da mineradora na região.

Matéria da Revista Época

Foto: Redes Sociais/Força de Defesa de Israel

expressaobrasiliense

Read Previous

Enquete do EB – Qual deputado federal e senador do DF será destaque da próxima legislatura (2019/2022)?

Read Next

Laudo da CEB indica que estrutura da barragem do Paranoá é segura

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.