• 19 de abril de 2021

VACINAÇÃO CONTRA COVID | Especialista alerta que vacina é contraindicada para grávidas, lactantes e menores de 18 anos

A vacinação da Covid-19 iniciou-se no Distrito Federal no dia 19 de janeiro. No entanto, ela não é indicada para menores de 18 anos e nem gestantes ou lactantes. Muito se questiona sobre o porquê dessa contraindicação, tendo em vista que este é um grupo de risco e que, geralmente, é prioritário em outros tipos de campanhas.

Veja também

OPORTUNIDADE PARA OUTRAS | Anvisa retira obrigatoriedade da fase 3 em testes de vacinas contra a Covid no Brasil

De acordo com Joana Darc Gonçalves, infectologista do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), o motivo disso acontecer dá-se ao fato de que nenhum estudo foi realizado incluindo pessoas abaixo dos 18 anos ou gestantes e lactantes. “Os riscos para esse público a gente ainda desconhece, porque não foram realizados os estudos nessa faixa etária. Só será possível avaliar após a inclusão deles nos estudos”, explica.

Leia também  TUDO PELO PODER | Túllio sai de cena, ao ser indeferido pelo TSE, e lança candidatura laranja mostrando o seu desprezo por Águas Lindas

Segundo a médica, com relação às gestantes e lactantes, a eficácia e a segurança da vacina contra Covid-19 ainda não foram avaliadas, mas se sabe que é um grupo prioritário,  e o exemplo que existe com relação a outras vacinas, com vírus inativados, é que geralmente não oferecem risco para esse grupo.

A infectologista explica que neste caso é necessário avaliar o risco de cada gestante, observar se tem alguma doença crônica ou algum problema de saúde. Somente depois dessa avaliação e conversando com a gestante, de preferência fora do primeiro trimestre, a vacina pode ser feita. Mas, em acordo entre o médico e a paciente, avaliando a questão do risco e do benefício associado à imunização contra Covid-19.

“Essa vacina é de metodologia conhecida, é vírus inativado, aparentemente não teremos nenhum tipo de problema com essas vacinas e com a aplicação dela em gestantes e menores de 18 anos. Inclusive, para novas vacinas, de tecnologias novas de RNA mensageiro, elas são mais seguras. O que falta agora é ter essa disponibilidade dos estudos científicos e os resultados para comprovar a eficácia e segurança nessa população”, informa.

Leia também  MOVIMENTO PARA O BEM | Evento esportivo ajuda pacientes com câncer no Hospital de Base

Joana Darc acredita que futuramente toda a população deve ser vacinada, principalmente os menores de 18 anos, até porque esse é um grupo que se expõe muito. “São os jovens que saem, que têm o nível maior de exposição, inclusive com relação às atividades escolares”. Neste momento, a vacina está disponível para os grupos prioritários, que envolvem os mais vulneráveis, com risco ocupacional elevado. Crianças e menores de 18 anos não representam o grupo de maior risco.

Leia também  DETRAN-DF INFORMA | Estacionamento externo do Hospital de Base será interditado na noite deste domingo (23)

Efeitos adversos

De acordo com a infectologista, as reações adversas mais comuns associadas a todas essas vacinas estão relacionadas à dor local e eventual processo alérgico. Ela destaca que a escolha em quem fazer a vacinação primeiro dá-se por critério de risco ocupacional e de maior vulnerabilidade.

A gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Renata Brandão, enfatiza que a vacina contra a Covid-19 não é indicada neste momento para gestantes e menores de 18 anos porque a segurança e a eficácia das doses não foram avaliadas nesses grupos.

“Para as gestantes, puérperas e lactantes que pertencem ao grupo de risco a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada entre a mulher e seu médico prescritor”, esclarece.

(Agência Saúde DF)

Foto/Arte: Divulgação/Agência Saúde-DF

Avatar

expressaobrasiliense

Read Previous

PLANO MAIS BRASIL | Arthur Lira diz que reforma administrativa é prioridade na Câmara dos Deputados

Read Next

PRIORIDADE PARA IDOSOS ACIMA DE 80 ANOS | “Todo pessoal da linha de frente já foi vacinado”, anunciou Caiado em sua live