COMBATE À DENGUE | Vigilância Ambiental treina 400 bombeiros do DF para atuar nas inspeções das residências

A Vigilância Ambiental realizou, nesta terça-feira (21), um treinamento para orientar e atualizar informações sobre as visitas domiciliares no combate às arboviroses, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela. Foram treinados 400 militares que farão visitas domiciliares em regiões administrativas do Distrito Federal.

“O treinamento é uma preparação para que os militares possam entrar nos domicílios para inspecionar, tratar os possíveis criadouros da dengue e orientar a população para eliminar o problema da procriação do mosquito”, destaca o gerente da vigilância Ambiental de Vetores e Animais Peçonhentos e Ações de Campo, Reginaldo Braga.

A iniciativa visa a orientar a melhor forma de se apresentar à população para que se faça a inspeção domiciliar. Os militares tiveram a oportunidade de atualizar as informações de como proteger os ambientes e bloquear a transmissão das arboviroses.

A parceria da Secretaria de Saúde e do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal visa ampliar o alcance dos agentes em campo. Com isso, mais imóveis comerciais e residências podem ser inspecionados.

“É uma parceria que vem dando certo. Todos juntos podemos colaborar na conscientização da população a abraçar a ideia. Em conjunto, combatermos a dengue no Distrito Federal”, ressalta o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Deusdete Vieira.

Força-tarefa

No próximo sábado (25) será realizada uma grande força tarefa com o reforço de mais de 500 militares do Corpo de Bombeiros. Serão visitadas as regiões administrativas do Guará, São Sebastião, Sobradinho, Fercal e Planaltina.

A ação, além de inspecionar os domicílios, também tem o objetivo de sensibilizar a população para os cuidados e a prevenção da dengue. Para isso, é preciso que os moradores estejam atentos para receber militares e agentes, além das orientações para o enfrentamento da dengue.

“A iniciativa é muito importante para conscientizar a população sobre os riscos da doença. É preciso alertar que a dengue pode matar. A população deve estar preparada para receber os militares e os agentes que estarão fazendo o trabalho de combate ao mosquito”, pontua a chefe de Núcleo Regional de vigilância Ambiental de Planaltina, Michele Peçanha.

Recomendações

Medidas simples podem ajudar a prevenir e manter a população segura. É importante lembrar de tampar os tonéis e caixa d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas viradas com a boca para baixo, manter lixeiras bem tampadas, deixar ralos limpos e com aplicação de tela, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia e retirar água acumulada na área de serviço.

(Agência Brasília)

expressaobrasiliense

Read Previous

PROTEÇÃO | Em reunião com ministros, Bolsonaro determina a criação de um conselho para ações na Amazônia

Read Next

CALAMIDADE PÚBLICA | Mais de 2 mil pessoas estão desalojadas no Espírito Santo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.