• 19 de abril de 2021

PREVISÃO PARA OS PRÓXIMOS DIAS | Calor e tempo seco no Centro-Oeste

O mês de novembro termina com tempo seco no Centro-Oeste do Brasil. Com tempo aberto e sol forte a temperatura vai subir muito. A virada de mês vai ser com muito calor. Uma massa de ar quente e mais seco predomina sobre o Centro-Oeste do Brasil nos próximos dias inibindo a formação de grandes instabilidades sobre a Região.

Veja também

ATÉ 30 DE ABRIL DE 2021 | Governo prorroga permanência das Forças Armadas na Amazônia Legal

A previsão é de tempo um pouco mais úmido apenas no Distrito Federal, no centro-leste de Goiás e no norte de Mato Grosso entre a quinta (26) e sexta-feira (27). Nas demais áreas vai predominar o sol forte. A chuva vai acontecer de forma isolada e rápida, acumulando baixos volumes. Não há previsão de chuva significativa.

Leia também  CONSULTA PÚBLICA | Secretaria do Meio Ambiente quer saber a opinião dos cidadãos do DF sobre planos de mudanças do clima

A partir do fim de semana, o ar mas seco se espalha e ganha força sobre a maioria dos estado da Região.

Baixa umidade relativa do ar

De acordo com os meteorologistas da Climatempo, nos próximos dias a região central do Brasil, principalmente, Mato Grosso do Sul, parte de Mato Grosso, Brasília e Goiás serão marcadas pelo sol, calor e tempo seco.

A população deve estar atenta aos índices de umidade relativa do ar que podem ficar abaixo de 30% nestas localidades ao longo do fim de semana. Índices de umidade relativa do ar inferiores a 30% caracterizam nível de atenção; de 20% a 12%, alerta; e abaixo de 12%, nível de emergência.

Leia também  DESEQUILÍBRIO | O impacto ambiental dos incêndios na Austrália pelo mundo

Efeitos na saúde

Os principais efeitos da baixa umidade são secura na garganta e nos olhos e problemas respiratórios. As atividades físicas nas escolas costumam ser suspensas quando a umidade alcança 12% ou abaixo, que é considerado nível de emergência.

O ar seco é preocupante. O ideal, de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, é que ocorra uma variação entre 50 e 80%. É por isso que, quando os níveis estão entre 20 e 30%, as regiões entram em atenção.

Leia também  QUALIDADE DE VIDA | GDF entrega 166 mil metros de novas calçadas para a população

O ar muito seco agrava doenças alérgicas e respiratórias crônicas, de forma geral, como asmas, bronquites e rinites, além de aumentar o ressecamento da pele. Os cuidados com crianças e idosos devem ser redobrados. A ingestão de bastante liquido se faz necessária nestes dias secos e de baixa umidade do ar.

Além da diminuição da possibilidade de chuva, a presença do ar seco por vários dias consecutivos contribui para piorar a qualidade do ar.

(Climatempo)

Foto: Reprodução Google Imagens

Avatar

expressaobrasiliense

Read Previous

SEGURANÇA PARA OS VIAJANTES | Governo de Goiás cria Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista em Caldas Novas e Rio Quente

Read Next

COMBATE À GRILAGEM | Fiscais do GDF desarticulam ocupação irregular no Parque Ecológico Riacho Fundo