• 19 de outubro de 2021

APOIO AO STF | Governadores assinam nota conjunta criticando ataques de Bolsonaro a Suprema Corte

Os governadores de 13 Estados e do Distrito Federal divulgaram nesta segunda-feira (16) uma nota conjunta em que manifestam solidariedade ao Supremo Tribunal Federal (STF) em meio ao que chamam de “constantes ameaças e agressões”, sem citar nominalmente o presidente Jair Bolsonaro, que tem atacado frequentemente a Corte, especialmente, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

No sábado, em publicação em suas redes sociais, Bolsonaro acusou Moraes e Barroso de atuarem fora dos limites da Constituição e, ao mesmo tempo que ameaçou uma “ruptura institucional”, anunciou que entrará com processo contra os dois ministros no Senado.

Leia também  APÓS DECISÃO DO STJ | Ministério da Saúde repassa dinheiro para família de Kyara Lis adquirir o remédio mais caro do mundo

“Os governadores, que assinam ao final, manifestam a sua solidariedade ao Supremo Tribunal Federal, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões. O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”, afirma a nota.

“No âmbito dos nossos Estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário. Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa nação tanto necessita”, finaliza o documento.

Leia também  QUADRILHÃO DO MDB | Juiz federal absolve Michel Temer, Eduardo Cunha, Geddel e outros dez réus envolvidos no processo

A nota foi assinada pelos governadores de Bahia, Rui Costa (PT); Maranhão, Flavio Dino (PSB); Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); São Paulo, João Doria (PSDB); Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); Ceará, Camilo Santana (PT); Paraíba, João Azevêdo (Cidadania); Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); Piauí, Wellington Dias (PT); Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); Alagoas, Renan Filho (MDB); Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD); Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e Amapá, Waldez Góes (PDT).

Leia também  Cidadãos poderão fazer perguntas a Sergio Moro por meio do portal E-Cidadania do Senado

Do grupo que assina a nota, Doria e Leite são pré-candidatos à Presidência da República na eleição do ano que vem e disputarão em novembro as prévias que definirão o candidato do PSDB no pleito.

(Agência Reuters)

Foto: Divulgação/Reuters

Expressão Brasiliense

Read Previous

RETOMARAM O PODER | Após 20 anos, Talibã reassume controle do Afeganistão com saída dos EUA

Read Next

VACINAÇÃO NO DF | Jovens acima de 18 anos já podem receber vacina contra Covid a partir de terça (17)