• 23 de julho de 2024

ESCOLAS CÍVICO-MILITARES | Caiado anuncia que unidades educacionais que adotaram o modelo continuarão em Goiás

Em comunicado emitido na quinta-feira (13/07), o governador Ronaldo Caiado tranquiliza a população a respeito da decisão do governo federal de encerrar o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). O chefe do Executivo estadual explicou que Goiás não será afetado pela medida.

“Nós já tivemos o cuidado de transformar esses colégios cívico-militares em colégios militares do nosso estado. Esse processo já foi decidido por nós, porque sabemos a eficiência dos colégios. Então, não muda nada, está tudo resolvido. Goiás sai na frente”, esclareceu Caiado.

A decisão de encerrar o programa não tem impacto no funcionamento dos Colégios Estaduais da Polícia Militar de Goiás (CEPMG).

ESCOLAS CÍVICO-MILITARES

As escolas cívico-militares eram mantidas com verbas dos ministérios da Educação e da Defesa. Já os colégios militares da Polícia Militar do Estado são geridos pelo Governo de Goiás e possuem autonomia para montar o currículo e a estrutura pedagógica.

O governador explicou que decidiu gravar a mensagem após notar preocupação da população com a notícia.

Nós sabemos o quanto o colégio militar tem trazido resultados no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), na boa formação, na procura das famílias. Nós cuidamos cada vez mais da educação e da nossa juventude”, afirmou.

MUDANÇA

Em janeiro de 2023, a Secretaria da Educação de Goiás rescindiu os Acordos de Cooperação Técnica das Escolas Cívico-Militares, firmados com Ministério da Educação (MEC), e todas migraram para o modelo de CEPMG.

A mudança foi realizada por meio de projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Com a medida do Governo de Goiás, o Estado chega a 76 colégios militares.

Criado em 2019, o programa de escolas cívico-militares atendia 202 escolas no país, somando aproximadamente 120 mil alunos. De acordo com o MEC, essas unidades não serão fechadas, mas reintegradas à rede regular de ensino.

(Agência Cora de Notícias)

Foto: Divulgação/Secom-GO

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

CLUBE DE ASTRONOMIA | Sesc-DF lança projeto para estudantes de 8 a 14 anos; inscrições gratuitas

Read Next

E AGORA, EDNALDO? | Ancelotti diz que o Real Madrid é sua prioridade e pede ao presidente da CBF para ‘baixar o tom’