• 22 de abril de 2024

ELEIÇÕES NO ENTORNO | Militantes e pré-candidatos a vereador do PT de Valparaíso não querem aliança com Mossoró e ‘Cinquentinha’

O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró, do MDB, vem demonstrando que para manter seu grupo político no poder ele fará de tudo para eleger seu sucessor, até mesmo se aliar a antigos adversários como o PT. 

Mossoró age como um camaleão, muda de cor conforme os seus interesses pessoais. Um dia ele é Bolsonaro e no outro ele é Lula.

A aliança com o PT de Valparaíso foi firmada entre Pábio e o presidente do diretório municipal, Berilo Leão, que é marido da ex-prefeita Lucimar Nascimento, que no passado, foi esculhambada pelo próprio Mossoró. O prefeito até antes de celebrar a parceria dizia pelos quatro cantos da cidade que a petista deixou a cidade jogada às traças.

Quem não gostou dessa composição política foram os militantes do PT de Valparaíso. Fontes petistas revelaram ao Expressão Brasiliense que a legenda encontra dificuldades para montar a sua nominata de vereadores, pois os pretensos pré-candidatos não querem apoiar o grupo de Mossoró que terá como candidato a prefeito o ex-vereador “Cinquentinha”, que hoje é o responsável pelas obras mal feitas na cidade.

Berilo tem sido questionado pelos militantes até mesmo dentro do grupo de aplicativo de conversa que reúne os filiados da sigla. Os petistas querem saber como eles vão às ruas pedir voto para “Cinquentinha” sendo que eles passaram os últimos sete anos criticando a gestão do atual prefeito.

Outro ponto destacado pelos petistas de Valparaíso é como vão explicar ao eleitor que eles agora são aliados do bolsonarista Mossoró. “Se nós, militantes, está tendo dificuldade de entender essa aliança, imagina o eleitor comum”, apontou um militante no grupo de filiados.

O presidente do PT de Valparaíso até tentou justificar a parceria, mas a ‘companheirada’ não quer aceitar participar desse conchavo. Há uma mobilização em curso para acionar o diretório estadual para dar fim a essa parceria obscura.

“Berilo e Lucimar estão impondo uma aliança que não nos agrada. Nós nunca marchamos com esse prefeito e não vai ser agora que vamos apoiá-lo, ainda mais porque ele sempre criticou o Lula”, observou uma das fontes petistas. 

No grupo do aplicativo de conversa, Berilo Leão argumentou que sem o “MDB e aliados, não conseguimos formar chapa completa”. No entendimento dos petistas valparaisenses, o dirigente está sinalizando que vai abrir a porteira do partido para filiar apoiadores de Mossoró nos próximos dias.

Ainda conforme uma das fontes, se Berilo e Lucimar seguirem em frente com essa aliança, muitos dos ‘companheiros’ que figuram como pré-candidatos a vereador vão optar em não participar das eleições deste ano. “Eu não me vejo pedindo voto para o “Cinquentinha”. Esse pessoal acabou com Valparaíso”, esbravejou um pré-candidato a vereador.

Foto: Reprodução/Google Imagens

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook.

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram.

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

DEU RUIM | STF nega pedido de devolução de passaporte para Bolsonaro viajar para Israel

Read Next

O FINO DA POLÍTICA | TRE-DF corre contra o tempo para limpar a pauta de julgamento das ações das eleições de 2022