• 23 de julho de 2024

DIAGNÓSTICOS URBANOS | Seduh conclui primeira etapa do Plano de Intervenção Urbana (PIU)

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) concluiu a primeira etapa dos diagnósticos do Plano de Intervenção Urbana (PIU) proposto para seis regiões administrativas (RAs), com o objetivo de detectar os principais desafios de cada local. A última a receber a equipe técnica da pasta foi o Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), na quinta-feira (20).

O PIU trata de três pontos principais: a ocupação de área pública pelo comércio, o estudo de intervenção viária e a dinamização da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), para permitir o desenvolvimento econômico do local.

Para colocar o plano em prática, durante seis meses a equipe técnica da Seduh fez um levantamento completo no SIA. Entre os principais problemas detectados, é possível destacar a existência de estacionamentos informais e praças não implementadas, ausência de um sistema cicloviário e a necessidade de adequar a Luos para permitir a implantação de atividades não previstas.

“A Seduh elaborou o diagnóstico preliminar, a partir do levantamento dos problemas da RA. Agora, a administração regional irá complementar com os problemas que os técnicos enfrentam em seu dia a dia. Posteriormente, iremos verificar, juntos, o que é possível fazer para melhorar a cidade, como intervenções no sistema viário, criação de estacionamentos, praças etc.”, afirmou a subsecretária de Desenvolvimento das Cidades da Seduh, Andrea Mendonça. “A ideia é ter esse olhar mais diferenciado e microscópico sobre a realidade da RA”, ressaltou.

Ao apresentar o diagnóstico à equipe da administração regional, é verificado se o levantamento corresponde às reais demandas da região e novas sugestões podem ser incorporadas. A expectativa é que, em 10 de maio, a Administração Regional do SIA entregue na sede da Seduh a complementação do diagnóstico com as suas contribuições.

Logo após, um questionário online será disponibilizado para a população, para que os usuários do SIA apontem o que pode melhorar na RA. Com as devidas contribuições analisadas, a Seduh, junto com a administração regional, elaborará uma proposta para apresentar à comunidade.

“A ideia é ter esse olhar mais diferenciado e microscópico sobre a realidade da RA”, Andrea Mendonça, subsecretária de Desenvolvimento das Cidades da Seduh

O administrador regional do SIA, Raphael Assunção, parabenizou o trabalho da Seduh em detalhar os principais desafios da região: “Isso vai, literalmente, trazer soluções para a sociedade. Vocês enxergaram onde estão as necessidades, os gargalos, as dificuldades e, através de ações, vão trazer uma resolutiva. Estamos muito felizes com essa iniciativa.”

Guará e Taguatinga

Outras visitas também foram realizadas no Guará e em Taguatinga. Na primeira, a equipe técnica da Seduh detectou problemas como a falta de acessibilidade e a ocupação irregular de áreas públicas pelo comércio, principalmente as áreas destinadas à implantação de calçadas.

Em Taguatinga, outros problemas também foram pontuados, como a falta de estacionamentos e a ocupação irregular das vielas existentes em algumas quadras.

A primeira RA que recebeu a visita da equipe técnica da Seduh foi Santa Maria. Depois, Planaltina e Lago Sul. Todas foram feitas neste mês.

(Agência Brasília)

Foto: Divulgação/Google Imagens

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal doYouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

NÃO LIBEROU | Alexandre de Moraes decide que Anderson Torres permanecerá detido

Read Next

SESC DO GAMA | Mais de duas mil pessoas participaram da grande festa de 26 anos da unidade