Edital do Carnaval de 2018 está sendo questionado por artistas e blocos tradicionais

Artistas e blocos carnavalescos que não foram contemplados no edital de chamamento público nº 01/2018 estão questionando os critérios de escolhas dos artistas, grupos e blocos que irão se apresentar no Carnaval deste ano. Eles alegam que entre os escolhidos estão artistas, blocos e bandas que não cumprem o objeto da licitação que é a execução de estilos musicais referente ao carnaval. “O edital não diz que o estilo musical seria rock, forró, festa folclórica ou festa mix. Cadê o pessoal do samba, baterias, enfim, carnaval tem que samba, axé, marchinhas e não gêneros que não são dessa época”, destaca o documento.

A reunião desses artistas vai apresentar a denúncia à Delegacia Especial de Repressão aos Crimes contra à Administração Pública – Decap e ao Ministério Público do Distrito Federal – MPDFT. Segundo o documento dos artistas (que o Expressão Brasiliense teve acesso), muitas das bandas, blocos e artistas escolhidos não tem um trabalho consolidado no DF, não tem como provar que se apresentam constantemente, não tem como comprovar tempo de atuação no mercado, não estão cadastrados no SisCult que é a plataforma de cadastro de artistas da Secretaria de Cultura, entre outros critérios que constam no certame e não estão sendo atendidos pelos escolhidos, segundo a denúncia.

Vamos aguardar para ver um posicionamento por parte do Governo de Brasília sobre o assunto. A lupa do Expressão Brasiliense está de olho.

Da Redação

Foto: Google Imagens

expressaobrasiliense

Read Previous

Área do lixão da Estrutural passa a receber resíduos da construção civil

Read Next

Águas Claras tem nova administradora regional

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.