• 13 de abril de 2024

Governo Bolsonaro corrige informação de que caminhões passaram a fronteira da Venezuela com comida e medicamentos

O governo brasileiro durante todo o sábado (23) esteve envolvido com a operação de travessia de dois caminhões com comida e medicamentos para território venezuelano. Agora, à noite o governo Bolsonaro divulgou nota corrigindo a informação de que os veículos haviam vencido a barreira da Guardia Nacional.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, acompanha todas as ações, em Pacaraima (Roraima), cidade mais próxima da fronteira, juntamente com representantes do governo interino de Juan Guaidó e de outros países. O chanceler brasileiro chegou a divulgar informação pelo Twitter de que um dos caminhões já estava na Venezuela. Porém, nenhum dos veículos obteve êxito.

Os caminhões até chegaram a ficar a poucos metros dos militares, conforme mostrou a matéria do jornalista Vladimir Netto, no Jornal Nacional, mas estourou um tumulto no local e os caminhões retornaram para o Brasil.

Maduro fez declarações durante à tarde. Ele desafiou Juan Guaidó a convocar eleições e disse aos seus aliados “vamos lutar por nossa independência”. Nicolás Maduro anunciou que rompeu as relações diplomáticas com a Colômbia a partir de hoje. Ou seja, a Venezuela está isolada do ponto de vista territorial. O país tem limite terrestre com o Brasil, Colômbia e Guiana. A Venezuela e a Guiana tem um conflito desde 1845, quando a coroa inglesa invadiu o território e tomou posse da região rica em ouro, petróleo e minério.

Da Redação com informações de sites de notícias

Foto: Google Imagens

Expressão Brasiliense

Read Previous

Um dos dois caminhões com comida e medicamentos passa pela fronteira do Brasil com a Venezuela

Read Next

PM no Rio tenta entrar com material para churrasco na cadeia onde o ex-governador Pezão está preso