• 19 de julho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Pesquisa confirma favoritismo de Celina Leão na disputa pelo Buriti em 2026

Pesquisa confirma favoritismo de Celina Leão na disputa pelo Buriti em 2026

Pesquisa confirma favoritismo de Celina Leão na disputa pelo Buriti em 2026
Foto: Reprodução/Google Imagens

As dúvidas e especulações nos bastidores sobre as chances da atual vice-governadora do DF, Celina Leão, do PP, suceder Ibaneis Rocha, do MDB, elegendo-se em 2026 para comandar a capital do País caíram por terra na última quinta-feira (4) com a divulgação de uma sondagem realizada junto a população brasiliense encomendada pelo PL-DF sobre as próximas eleições. A ‘Leoa’, como a vice é conhecida no meio político, aparece na frente dos possíveis concorrentes conforme aponta o instituto Paraná Pesquisas. Os 1.360 entrevistados foram submetidos a duas simulações de cenários e em ambas, Celina Leão aparece em primeiro lugar. O levantamento da Paraná confirma o favoritismo de Celina na disputa pelo Buriti em 2026. Tudo bem que até lá há um longo caminho a ser percorrido. Mas é inegável que a pesquisa reflete o desejo e a tendência do cidadão brasiliense de seguir apoiando projetos como o de Ibaneis e Celina. É bem verdade que a ‘Leoa’ está colhendo os frutos da gestão do emedebista, que conforme a pesquisa tem mais de 58% de aprovação, porém, o segundo mandato também tem a sua identidade. Celina é uma vice ativa. Ibaneis Rocha confia nela piamente. Enquanto esteve afastado do cargo devido aos atos do dia 8 de janeiro, Celina Leão demonstrou toda sua lealdade e fidelidade a Ibaneis, o que fez com que eles se aproximassem ainda mais. A vice-governadora tem ocupado lugar de destaque nas ações do GDF e tem recebido todo o apoio de Ibaneis Rocha na construção de seu projeto. Política experimentada, Celina agora deve começar a costurar alianças para conter qualquer eventual debandada dentro do grupo e ampliar e fortalecer sua rede de apoiadores para chegar com tudo em 2026. O povo já dá sinais que ela tem o caminho aberto, cabe a ‘Leoa’ consolidar sua candidatura atraindo mais grupos políticos e apoiadores para o seu projeto.

Arruda ainda é lembrado 

Arruda ainda é lembrado
Foto: Reprodução/Google Imagens

Uma das surpresas da pesquisa foi o nome do ex-governador José Roberto Arruda, do PL, aparecer em 2º lugar numa das simulações. Arruda ainda tem pendências a resolver com a Justiça que o impedem de concorrer, mas só o fato de ser lembrado, com certeza, massageou seu ego. Segundo fontes próximas ao ex-governador, ele não teria mais a pretensão de disputar o GDF. No entanto, Arruda já fez declarações nesse sentido no passado e depois apareceu como candidato. Os mais saudosistas ainda sonham com a sua volta. Enquanto não sabe se vai poder voltar ou não, Arruda tem o mérito de ainda ser citado pelo eleitor brasiliense como opção de governante. 

Leandro Grass continua um zero à esquerda 

Leandro Grass continua um zero à esquerda
Foto: Reprodução/Google Imagens

Quem não está nada bem é o candidato derrotado ao GDF, Leandro Grass, do PV. Em 2022, o ex-distrital obteve 26,25% dos votos válidos no confronto contra Ibaneis Rocha. Nos bastidores, os esquerdistas apostavam que Leandro surgiria nas primeiras sondagens encostado na ‘Leoa’, porém os números indicam que ele está em declínio e com o filme queimado com os eleitores brasilienses. Talvez seja reflexo do seu distanciamento, já que ele agora vive viajando pelo país em decorrência do cargo que lhe foi dado como prêmio de consolação no governo federal. Grass tem se dedicado a atender as demandas do órgão que dirige e não tem feito nada pelo DF. 

Izalci, Rafael Prudente e Paula Belmonte formam o pelotão de baixo  

Izalci, Rafael Prudente e Paula Belmonte formam o pelotão de baixo
Foto: Reprodução/Google Imagens

O senador Izalci, do PL, o deputado federal, Rafael Prudente, do MDB, e a distrital Paula Belmonte, do Cidadania, também integram a lista de possíveis candidatos ao GDF em 2026. Izalci chega a pontuar com dois dígitos em um dos cenários. Já Rafael e Paula aparecem abaixo dos 10% nas duas sondagens realizadas. Os três formam o pelotão de baixo. Um dos principais dilemas do trio é ter legenda para poder concorrer. Recentemente, Izalci se mudou do PSDB para o PL, que já manifestou que os liberais vão marchar com a ‘Leoa’. Para onde o ex-tucano migrou a porta se fechou. Prudente está no MDB, partido que hoje é comandado pelo distrital Wellington Luiz, fiel escudeiro de Celina. Se quiser entrar na chapa majoritária, Rafael pode ser o vice, mas isso ainda precisa ser acordado. O caso de Paula Belmonte é o mais complicado dos três. A distrital precisa primeiramente ingressar num partido. O Cidadania do DF, onde ela estava, voltou para os braços da esquerda. Depois, ela ainda precisa ter a garantia de que poderá participar da disputa.

Até 2026, esses três vão ter que se movimentar para viabilizar suas candidaturas se quiserem concorrer ao Buriti. Nos bastidores, muita gente especula que Izalci possa trocar de partido para poder se candidatar. No caso de Rafael, ele tem que decidir de que lado vai estar. Ultimamente, o federal anda distante do grupo Ibaneis-Celina. Já a Belmonte, que é conhecida por tomar decisões na base do impulso, tem que arrumar um partido que aceite bancar sua candidatura. Há rumores de que ela possa estar ingressando no recém-criado PRD, legenda que já está abrigando alguns de seus seguidores.

Michelle precisa decidir o que vai querer da vida

Michelle precisa decidir o que vai querer da vida
Foto: Reprodução/Google Imagens

A pesquisa do instituto Paraná traz informações importantes sobre a posição da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, do PL, no cenário político local. De acordo com o levantamento, Michelle seria eleita senadora pelo DF se as eleições fossem hoje. Ela surge na primeira colocação. Outro dado relevante da pesquisa é que a ex-primeira-dama também venceria o atual presidente da República, Lula, do PT, aqui no DF caso ela concorra ao Planalto. Em suma, Michelle Bolsonaro tem que decidir o que quer da vida em 2026. As especulações de bastidores apontam que ela é um dos nomes preferidos para enfrentar Lula na disputa presidencial. Porém, Michelle ainda depende do aval do ex-presidente Jair Bolsonaro, que se encontra inelegível. Bolsonaro já declarou que a esposa não estaria pronta para entrar na corrida presidencial. Diante de tantas incertezas, a ex-primeira-dama não fala nada sobre seu futuro político, apenas segue rodando o País como presidente nacional do PL Mulher. 

Ibaneis rumo ao Senado 

Ibaneis rumo ao Senado
Foto: Reprodução/Google Imagens

O levantamento do instituto Paraná Pesquisas mostrou que o governador Ibaneis Rocha tem tudo para ficar com uma das duas vagas ao Senado que serão preenchidas nas próximas eleições. Na simulação de cenário, Ibaneis aparece em segundo lugar nas intenções de votos. O emedebista já sinalizou publicamente que tem a pretensão de concorrer ao Senado. Ibaneis agora precisa cair em campo em busca de cooptar lideranças e apoiadores para seu projeto. Ele sabe que o fato de ser o atual governador e estar bem avaliado não garante que ele seja eleito. Os números de sua gestão o favorecem, pois a população tem demonstrado que está acompanhando o desempenho de sua administração à frente do GDF. Ibaneis Rocha, que surgiu para a política apenas em 2018, tem tudo para ir para o Senado a partir de 2027 e, quem sabe, concorrer ao GDF novamente em 2030.   

Bia Kicis e Fred Linhares no banco de reservas

Bia Kicis e Fred Linhares no banco de reservas
Foto: Reprodução/Google Imagens

Como ainda não se sabe qual cargo Michelle Bolsonaro vai concorrer em 2026, quem está à espreita para entrar na disputa pelo Senado é a deputada federal Bia Kicis, que é presidente do PL-DF. Na pesquisa da Paraná, o nome dela aparece no pelotão do meio. Bia já declarou que tem a pretensão de concorrer ao Senado. Outra surpresa da pesquisa foi o nome do deputado Fred Linhares, do Republicanos, aparecer no top 3 na disputa pelo Senado. Diante dos dados apresentados pela sondagem, analistas e estrategistas da política brasiliense avaliam que Fred pode ser uma ameaça às pretensões do governador Ibaneis de ir para o Senado. Contudo, nos bastidores, muita gente acredita que Fred vai tentar se reeleger, apesar da campanha silenciosa que seus apoiadores estão fazendo para que ele se candidate ao GDF. Não tem um dia em seu programa de rádio que não apareça alguém para dizer que quer Fred Linhares no Buriti. Dizem até que é jogo combinado. Enquanto Michelle não decide o que quer da vida, Bia Kicis e Fred Linhares estão no banco de reservas. 

Lula e a esquerda seguem em baixa na capital federal

Lula e a esquerda seguem em baixa na capital federal
Foto: Reprodução/Google Imagens

A divulgação da pesquisa só não agradou os esquerdistas. O levantamento da Paraná Pesquisas confirmou que Lula e a esquerda estão em baixa na capital federal. A pesquisa aponta que a população brasiliense está insatisfeita com o governo Lula. Outro dado relevante é que os candidatos da esquerda não estão bem na corrida ao Buriti e para o Senado. De acordo com a sondagem, se as eleições fossem hoje, Lula perderia tanto para Jair quanto para Michelle aqui no DF. Os pretensos candidatos da esquerda ao Buriti e ao Senado também seriam derrotados. Entre os ‘companheiros’ do DF havia a expectativa que com o retorno de Lula ao Planalto a esquerda voltasse a ser protagonista no cenário político local. Pelo visto, a ‘companheirada’ vai ter que gastar muita sola de sapato para tentar atrair e convencer o eleitor de que eles têm um bom projeto para a cidade. Se for usar as passagens da esquerda pelo Buriti como referência, já era. O povo ainda guarda mágoas das gestões petistas e pessebistas na capital federal.

Nas ondas do rádio

– A pesquisa da Paraná apontou que o rádio ainda tem força. O agora radialista coronel Moreno, que concorreu ao GDF em 2022, aparece na rabeira da lista de possíveis candidatos numa das simulações de cenário para o GDF. Ele foi lembrado por 3% dos entrevistados. Atualmente, o coronel é comentarista de um programa diário na emissora de rádio do ex-federal Wigberto Tartuce, o Vigão. Resta saber se ele vai se aventurar ao GDF ou vai optar por se candidatar ao legislativo. Seus apoiadores acreditam que ele se candidate para deputado federal.

– Na semana passada este colunista foi surpreendido com a informação que estão copiando o formato do programa que faço na rádio Viva FM, de segunda a sexta, das 11h às 13h. A falta de criatividade e capacidade intelectual dessas pessoas demonstram o seu amadorismo. Esse é o tipo de gente que tem como lema: na natureza nada se cria, tudo se copia. Esse pessoal do CTRL C, CTRL V, pode até conseguir alguma coisa, mas lá na frente, a lei do retorno vai cobrar.

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral. Já trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do Expressão Brasiliense, e é presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021. Apresenta o programa Viva a sua Cidade, de segunda a sexta, das 11h às 13h, na rádio Viva FM 101.3.  

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal e de outros que foram expressamente autorizados. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

COPA AMÉRICA 2024 | Canadá vence Venezuela nos pênaltis e vai enfrentar a Argentina na semifinal

Read Next

COPA AMÉRICA 2024 | Brasil passa vexame diante do Uruguai e é eliminado nos pênaltis