• 14 de junho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Disputa pela presidência da OAB-DF movimenta os bastidores

Disputa pela presidência da OAB-DF movimenta os bastidores

Disputa pela presidência da OAB-DF movimenta os bastidores
Foto: Divulgação/OAB-DF

As eleições para a presidência da seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ocorrem apenas em novembro, mas desde o começo do ano, que os profissionais da advocacia brasiliense vêm convivendo com as informações sobre os possíveis nomes que estarão na disputa. O mês de junho traz consigo a famosa e tradicional festa junina da OAB-DF, que em ano de eleição da diretoria, serve como termômetro para identificar quem vai estar do lado de quem e se tem um cenário mais definido dos candidatos. Nos últimos dias, as movimentações de bastidores têm se intensificado. Já é possível vislumbrar que o embate principal ficará entre os dois grupos que concentraram a maioria dos votos no pleito anterior. Ambos os lados estão se articulando e sinalizam que estão na fase de definição de estratégias para entrar em campo de forma definitiva. As eleições da OAB-DF também são responsáveis por movimentar o setor de comunicação e eventos. A classe conta com cerca de 80 mil profissionais, dos quais mais de 50 mil devem estar aptos a votar em novembro, e os candidatos precisam apresentar suas propostas. Daí a importância da festa junina da Ordem que ocorre no próximo dia 15 de junho.  

Rachas no grupo de Délio Jr. podem comprometer permanência no comando

Rachas no grupo de Délio Jr. podem comprometer permanência no comando
Fotos: Reprodução/Google Imagens

O grupo do atual presidente da OAB-DF, Délio Lins e Silva Júnior, está trabalhando para se manter no comando da instituição. Delinho ainda não declarou publicamente quem terá o seu apoio, mas nos bastidores já se fala que o presidente quer que o atual secretário-geral, Paulo Maurício, o Poly, fique no seu lugar. A escolha dele gerou inclusive alguns conflitos internos e o grupo rachou. A conselheira federal Cristiane Damasceno, que integrava o time de Délio Jr., pulou fora do barco ao tomar conhecimento de que Paulo Maurício era o escolhido. Cristiane foi vice-presidente da primeira gestão de Délio Jr. entre 2019 e 2021. Quem também rompeu com Delinho foi o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados, Eduardo Uchôa. Essas saídas devem diminuir a força e o poder de influência de Délio Jr. e podem comprometer a permanência do grupo no comando da OAB-DF.

Influente no meio jurídico e político, Cleber Lopes é um oponente de peso

Influente no meio jurídico e político, Cleber Lopes é um oponente de peso
Foto: Reprodução/Google Imagens

Para fazer frente ao grupo de Délio Jr., o outro lado, aposta no advogado Cleber Lopes para voltar a comandar a OAB-DF. Cleber conta com apoios importantes. Por exemplo, o grupo de advogados que o governador do DF, Ibaneis Rocha, faz parte está com ele. A advogada Thais Riedel, que enfrentou Delinho na campanha anterior, já declarou apoio a Cleber Lopes. Ela será candidata a conselheira federal pelo grupo. Cleber é considerado um profissional influente no meio jurídico e político por suas atuações nos tribunais, o que faz com que ele seja considerado um oponente de peso e com reais chances de vencer o pleito em novembro.  

Terceira via sem nomes que possam ameaçar
Fotos: Reprodução/Google Imagens

Paralelo a essa disputa polarizada entre os dois grupos que têm a preferência da maioria dos profissionais da classe, nos bastidores alguns nomes são apontados como a terceira via, como o do advogado Everardo Gueiros e da advogada Renata Amaral. Porém, as sondagens realizadas junto aos advogados apontam que eles não chegam com força a ponto de ameaçar os dois principais grupos. Ainda tem muita coisa para acontecer até a campanha e as eleições em si. Vamos acompanhar.

CPIs na CLDF vão seguir ordem cronológica

CPIs na CLDF vão seguir ordem cronológica
Foto: Reprodução/Google Imagens

Na edição anterior, a coluna O Fino da Política falou sobre a possível instalação de uma CPI na CLDF para investigar a rede de saúde pública do DF. Destacamos que a comissão precisaria da aprovação da maioria do colégio de líderes para passar na frente de outras duas CPIs que estavam na fila para serem instaladas. Os distritais decidiram no voto que a CPI da Saúde vai ficar para depois. O placar ficou em 5 a 4. Por ora, a CLDF vai ter uma CPI para investigar fraudes na arrecadação do ICMS e outra para apurar crimes de violência e assédio sexual contra mulheres no Distrito Federal.

Distritais do bloco União Democrático enquadram Jorge Vianna

Distritais do bloco União Democrático enquadram Jorge Vianna
Foto: Divulgação/Ag. CLDF

Um dos assuntos mais comentados no meio político foi a enquadrada que o distrital Jorge Vianna, do PSD, teve que engolir de seus colegas de bloco partidário. Jorge foi um dos signatários do requerimento para abrir a CPI da Saúde. O fato dele ser da base governista deixou os colegas de bloco em maus lençóis. O distrital teve que respeitar a decisão dos demais parlamentares e votou contra a instalação da CPI. Por ser metido a sabichão, Jorge Vianna vai pagar um preço alto por suas atitudes. Ele queimou o filme com o Buriti e com a sua rede de aliados que queria a CPI. Por outro lado, os apoiadores de Jorge que ocupam cargos comissionados no GDF por indicação dele se sentiram aliviados. 

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral. Já trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do Expressão Brasiliense, e é presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021. Apresenta o programa Viva a sua Cidade, de segunda a sexta, das 11h às 13h, na rádio Viva FM 101.3.  

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal e de outros que foram expressamente autorizados. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

MAIS DESVIOS DE DOAÇÕES NO SUL | Polícia Civil e MP do RS realiza segunda fase da operação que investiga pré-candidatos que usam donativos para pedir votos

Read Next

MISSÃO HUMANITÁRIA RS | Rotary Club de Brasilia agradece parceiros que ajudaram da campanha de arrecadação de doações para vitimas das enchentes no Sul