• 23 de julho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Denúncias contra Daniel Donizet aumentam a pressão sob a CLDF

Denúncias contra Daniel Donizet aumentam pressão sob a CLDF

Foto: Reprodução/Google Imagens

As sucessivas denúncias contra o deputado distrital Daniel Donizet, do PL, que estão sendo apuradas pela Polícia Civil do DF (PCDF) e pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), aumentaram a pressão sob a Câmara Legislativa do DF (CLDF). O parlamentar é investigado por estar envolvido em um suposto crime de agressão sexual e física contra uma garota de programa em um motel no Núcleo Bandeirante com um ex-assessor e por assediar servidoras de seu gabinete e de seu grupo político, chegando a convidá-las a participar de ‘festinhas’ numa casa na Ponte Alta, que fica na região do Gama, um de seus redutos eleitorais.

Desde que o primeiro escândalo veio à tona, há duas semanas, um pequeno grupo de distritais começou a se movimentar na tentativa de averiguar os supostos delitos. No entanto, mesmo com o fim do recesso parlamentar do meio do ano, até o momento, nada foi feito e a falta de uma ação concreta para apurar os fatos beneficia Daniel Donizet. No meio político, a inércia dos distritais está sendo muito criticada e especula-se que os deputados estão acordados para salvar o colega. Entidades da sociedade civil, em especial as que atuam em defesa dos direitos da mulher, estão se preparando para pressionar a CLDF, caso os distritais não tomem uma atitude condizente com a situação.

Aguardando o inquérito 

Segundo fontes da CLDF, os deputados distritais estão aguardando a chegada dos inquéritos de todas as denúncias para poder avaliar melhor a situação do colega de plenário. Contudo, essa demora, principalmente por se tratar de supostas práticas de assédios contra servidoras da CLDF, não está pegando nada bem para os demais deputados distritais. Alguns parlamentares já reclamam que estão sendo cobrados por seus eleitores nas ruas. 

PL cobra explicações

Foto: Reprodução/Instagram

Para piorar ainda mais a situação, a executiva regional do Partido Liberal (PL) no DF, legenda à qual Daniel Donizet pertence, se reuniu, no sábado (12), para analisar as supostas práticas delituosas cometidas pelo deputado. Em nota assinada pela cúpula da sigla, o partido divulgou que o distrital terá 24 horas para se explicar, a partir da notificação. De acordo com a nota, na sequência, o PL-DF vai decidir se abre ou não um processo disciplinar contra Donizet. Nesse cenário, se o distrital não conseguir apresentar justificativas convincentes, a tendência é que ele seja penalizado.

Chico Vigilante diz que falta prender o ‘capiroto’

Foto: Eurico Eduardo/Agência CLDF

Na última quarta (9), um dia antes da oitiva do ex-ministro do governo Bolsonaro, Anderson Torres, na CPI da CLDF, o deputado Chico Vigilante, que comanda o colegiado, tirou sarro da cara dos bolsonaristas. Chico postou uma foto do ex-presidente Jair Bolsonaro com Anderson Torres e o ex-diretor da PRF, Silvinei Vasques, que foi preso recentemente e provocou os adversários. “Com a prisão de Silvinei Vasques, ex-diretor da PRF, só falta o Capiroto!”, publicou o distrital. Ao longo do mandato de Jair Bolsonaro, Chico Vigilante sempre utilizou a alcunha ‘capiroto’ para se referir ao ex-presidente. O termo é muito comum na região Norte e Nordeste do País. De acordo com o Google, capiroto significa demônio, diabo e satanás. Veja abaixo a postagem do distrital.

Foto: Reprodução/Instagram

Depoimento de Anderson Torres reacende tese de sabotagem no dia 8  

Foto: Eurico Eduardo/Agência CLDF

Quem apostou que o ex-ministro e delegado da PF Anderson Torres iria ficar em silêncio na CPI da CLDF, deu com os burros n’água. Torres respondeu às perguntas dos distritais sem se comprometer. Ao ser questionado sobre a sua viagem antecipada para os Estados Unidos dois dias antes dos atos antidemocráticos, o ex-secretário de segurança do DF ressaltou que se os órgãos envolvidos no esquema de segurança do dia 8 de janeiro tivessem seguido à risca o protocolo de ações integradas (PAI), a quebradeira e as invasões às sedes dos Três Poderes da República não teriam acontecidos. Anderson Torres afirmou que ‘houve falhas’. As declarações de Torres ecoaram negativamente na caserna e reacendeu a tese de que houve sabotagem no dia 8 de janeiro.

Sindicato acusa Hélio Doyle de atacar servidores da EBC

Foto: Reprodução/Instagram

Desde que assumiu a presidência da Empresa Brasileira de Comunicação, a EBC, o jornalista Hélio Doyle adotou uma postura de perseguição aos servidores concursados da estatal. Os profissionais da EBC estão se sentido constrangidos desde quando Hélio Doyle disse num evento acadêmico, na Universidade de Brasília, em maio, que os concursados não servem para uma empresa de comunicação. No começo deste mês, o presidente da estatal afirmou durante entrevista que a mentalidade do servidor público concursado cria uma “situação perigosa” e que muitos deles já pensam que fazer comunicação pública não é viável. A Federação Nacional dos Jornalistas e seus sindicatos repudiaram as falas do presidente da EBC. Quando chegou, Hélio Doyle foi recebido com fogos e tapete vermelho, passados alguns meses de sua gestão, ele agora é visto como carrasco e passou a ser considerado como persona non grata pelos servidores da estatal.   

Médicos escolhem conselheiros para o CRM-DF nos dias 14 e 15

Foto: Reprodução/Site CRM-DF

Os médicos de Brasília vão passar a segunda-feira (14) e terça-feira (15) com a atenção voltada para as eleições que ocorrem no Conselho Regional de Medicina do DF (CRM-DF). A disputa neste ano para preencher as 20 vagas de conselheiros regionais titulares e 20 de suplentes conta com quatro chapas. A atual direção do conselho concorre como chapa 1. As chapas 2 e 3 são integradas por médicos dissidentes da 1. E a chapa 4 é formada por opositores do atual comando do conselho. Fontes da área da saúde apontam que a disputa está polarizada entre as chapas 1 e 4. “As chapas 2 e 3 são cavalos paraguaios”, afirmou uma das fontes. O embate entre os grupos que compõem as chapas 1 e 4 é antigo. A chapa da situação é formada por médicos que estão na direção do SindMédico e AMBr , além do CRM-DF. Já a chapa 4 é liderada por profissionais que são ligados à ex-deputada distrital Maninha e ao Partido dos Trabalhadores, o PT.

Neste ano, as eleições serão online e os médicos terão dois dias para se manifestar. A disputa promete ser acirrada tendo em vista o sentimento de mudança que há entre os profissionais de medicina. Sondagens realizadas junto aos médicos apontam que um percentual muito alto deles ainda estão indecisos por não querer a continuidade da atual direção e também por não querer um CRM com cara de partido político. O trabalho de convencimento vai fazer a diferença nesses próximos dias.

Celina Leão na Sala de Imprensa da ABBP

Foto: Divulgação/ABBP

A vice-governadora do DF, Celina Leão, do PP, é a convidada da Sala de Imprensa da ABBP, na próxima segunda (14). A coletiva virtual da Associação Brasileira de Portais de Notícias (ABBP) terá início às 19h, com transmissão ao vivo pelo canal oficial da entidade no YouTube, a TV ABBP. A Sala de Imprensa ABBP é um projeto de entrevistas coletivas com transmissão ao vivo que já recebeu vários ícones da política nacional e local. 

Withman Castro vai agitar as madrugadas de Brasília

Foto: Divulgação/Withman Castro

A partir da próxima segunda (14), o radialista Withman Castro estreia o programa Olha a Hora Atividade, na rádio Atividade FM, 107,1 FM. O programa será de segunda a sexta, das 4h às 6h. Segundo Withman, o Olha a Hora Atividade terá muita música, informação e participação dos ouvintes. Sucesso ao nobre radialista. 

Parabéns aos pais

A coluna O Fino da Política deseja um excelente domingo de dia dos pais a todos os seguidores e leitores do Expressão Brasiliense. Que seja um dia repleto de alegria e comemorações com seus filhos. Feliz dia dos pais! 

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É apresentador do podcast Café Expressão. É presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021.

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

“É INJUSTO COM O TRABALHADOR” | Caiado reclama de aumento de 15% nas passagens do Entorno anunciado pela ANTT

Read Next

ETAPA ESTADUAL | Sesc-DF e Secretaria de Educação do DF realizam Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) em busca de identificar talentos