• 26 de junho de 2022

O FINO DA POLÍTICA | Damares diz que não queria ser candidata e desmente dirigente do Republicanos

Damares diz que não queria ser candidata e desmente dirigente do Republicanos

foto da ex-ministra Damares Alves usando uma coroa de princesa
Foto: Reprodução/Metrópoles

Durante entrevista ao programa É Papo Firme, apresentado pelo jornalista Luciano Lima, na última quinta (26), a ex-ministra Damares Alves, do Republicanos, revelou que não tinha intenção de sair candidata nas eleições deste ano. Segundo a hoje pré-candidata ao Senado, a imprensa foi a responsável por lançar seu nome. Ao ver que estava sendo citada no noticiário e em matérias de sites, Damares passou a gostar da ideia e caiu em campo.

Ou seja, a historinha contada pelo presidente do Republicanos-DF, Wanderley Tavares, de que foi Jair Bolsonaro quem impôs o nome da pastora Damares para concorrer ao Senado pelo DF não se sustenta. Com isso, a tese de que a ex-ministra está sendo usada pelo dirigente republicano para chantagear Ibaneis Rocha, do MDB, está se mostrando real. É bom o Republicanos decidir o que quer da vida porque o pessoal do Buriti já está de olho aberto.

Vai votar no DF pela primeira vez neste ano

A ex-ministra Damares vem tentando mostrar que o vínculo que possui com a capital federal não é de agora. Damares Alves afirmou que mora no DF desde 1998 quando veio trabalhar como assessora parlamentar no Congresso Nacional e por aqui ficou. Segunda a republicana, ela já morou em Águas Claras, na Asa Norte e hoje vive na Asa Sul.

Porém, um fato curioso chamou a atenção desta coluna. A pastora Damares transferiu o seu título e domicílio eleitoral para o DF recente, o que dá a entender que a política brasiliense nunca lhe interessou. Este ano será a primeira vez que a ex-ministra participa de uma eleição no DF. Oxalá ela saiba em quem vai votar para deputado distrital e federal.

O objetivo é defender uma causa

Outro ponto importante da entrevista é que Damares Alves afirmou que está se candidatando para defender uma causa. E cadê o DF nessa história? Pelo visto, a ex-ministra não tem a pretensão de ser uma senadora da capital federal e sim de um segmento.

Ibaneis abriu as portas para o governo federal

Ao falar sobre o atual governador do DF, Damares declarou que tem muito apreço por Ibaneis Rocha. Segundo ela, o chefe do Buriti permitiu que sua pasta usasse o DF como laboratório de seus programas. Damares Alves disse que Ibaneis abriu as portas do GDF para o governo federal.

Pros fechado com Ibaneis

Foto do presidente do PROS-DF, Celivaldo Eloi sorrindo
Foto: Reprodução/Google Imagens

Em meio as articulações dos partidos, o Pros anunciou que apoia o projeto de reeleição do governador Ibaneis Rocha. Na tarde de sábado (28), o presidente da legenda no DF, Celivaldo Eloi divulgou nota confirmando que vão marchar com o emedebista. No texto, o dirigente disse que “o governador Ibaneis Rocha vem fazendo um trabalho muito bom pela cidade, resgatando a autoestima do cidadão, fazendo grandes obras e cuidando da área social com carinho. Acreditamos e apoiamos o trabalho dele”.

A nota assinada por Celivaldo confirma que o ex-senador Gim Argello está filiado ao partido, mas que a sigla avisou a ele que tem como objetivo formar uma grande bancada de deputados federais. Como Gim vem dizendo que quer voltar ao Senado, vai ter que esperar porque nas eleições deste ano ele terá como opções: concorrer para deputado federal ou distrital. O sonho de voltar a ser senador ficou mais longe a partir de agora.

Inelegibilidade perdura para Arruda

Foto do ex-governador do DF, José Roberto Arruda
Foto: Reprodução/Google Imagens

As últimas decisões na Justiça envolvendo o ex-governador José Roberto Arruda, do PL, deixou seus apoiadores e simpatizantes eufóricos com a notícia de que ele pode se tornar elegível e disputar as eleições deste ano. O pessoal tratou logo de criar grupos no aplicativo de conversa Whatsapp com o título: Arruda Governador 2022. No entanto, esqueceram de avisar aos arrudistas que ele continua sem seus direitos políticos.

Está nas mãos de Moraes

Arruda depende de uma decisão de Alexandre de Moraes sobre a nova lei de improbidade administrativa. Como já sopraram no ouvido do ministro do STF que o ‘careca’, se liberado, pode ser o candidato de Bolsonaro ao GDF, Moraes, que se tornou algoz do presidente, deve tomar uma decisão sobre o tema só depois que passar o prazo para registro de candidaturas ou, quiçá, depois das eleições. Segundo uma fonte do STF desta coluna, o ministro avalia que essa matéria pode esperar, não tem pressa.

Flávia colada em Ibaneis

Enquanto circula nos bastidores a especulação e o tititi de que o grupo do casal Arruda está prestes a romper com Ibaneis Rocha, a deputada Flávia Arruda, do PL, não tem dado bola para os boatos e tem feito questão de aparecer ao lado do emedebista em eventos públicos. Interlocutores próximos a ex-ministra garantem que ela não tem se preocupado com o disse me disse e que a aliança com Ibaneis continua firme e vai até as urnas.

Izalci cada vez mais longe do GDF

foto do senador Izalci, do PSDB, fazendo o V da vitória
Foto: Reprodução/Google Imagens

O senador Izalci Lucas, do PSDB, tem vivido dias turbulentos ultimamente. A aprovação da criação da federação partidária entre o PSDB e Cidadania e a manutenção da condenação de 2 anos e 8 meses de prisão, em regime aberto, por crime de peculato, pelo TJDFT num processo em que ele é acusado de se apropriar de equipamentos de informática do GDF quando foi secretário de Ciência e Tecnologia, deixam Izalci longe de disputar a corrida eleitoral ao Buriti.

Paula é quem manda

No acerto entre as cúpulas nacionais do PSDB e Cidadania, quem vai coordenar a federação no DF será a deputada Paula Belmonte. Ela é pré-candidata ao Senado e quer compor a chapa do grupo que faz oposição ao governador Ibaneis. Ou seja, não tem como Izalci participar do pleito, pois os outros partidos não vão aceitar que a federação indique o candidato ao governador e ao Senado ao mesmo tempo.

Imagem arranhada

Já em relação a condenação do TJDFT, Izalci não terá que cumprir pena porque o crime prescreveu, mas a mancha na imagem do senador, que tem atacado insistentemente o atual governo, o deixa queimado na praça, pois ele foi condenado por ter se apropriado de patrimônio público, o que o impede de posar de bom moço.

Nem o povo aguenta mais o ‘coroné’ Fraga

foto de reunião com populares da chácara Santa Luzia com Fraga e Izalci
Foto: Reprodução/Instagram

Os apoiadores do ex-deputado Alberto Fraga, do PL, estão preocupados com ele. Na noite de ontem (28), o pré-candidato a deputado federal participou de uma reunião na Chácara Santa Luzia, na Estrutural. Fraga foi acompanhado do senador Izalci, seu pré-candidato ao GDF, e, juntos, discursaram para uma meia dúzia de pessoas.

Num vídeo que circula nas redes sociais, a dona da casa confessa que estava nervosa porque não tinha conseguido mobilizar muitas pessoas para ouvir as propostas do ‘coroné’. Se continuar nessa toada, Fraga não vai chegar nem perto dos 88 mil votos que teve em 2018 quando tentou se eleger governador. Fraga, respeita o povo porque ninguém é mais bobo.

Ex-administradores cotados para se eleger à CLDF

Foto dos ex-administradores Gustavo Aires e Alan Valim
Foto: Reprodução/Google Imagens

A disputa pelas 24 vagas de deputados distritais será bem acirrada neste ano. Na avaliação de estrategistas e observadores da política brasiliense, dois ex-administradores regionais podem se eleger à CLDF em outubro, Gustavo Aires, do MDB, e Alan Valim, do Pros. Os dois foram considerados bons gestores pela população de Samambaia, que foi administrada por Gustavo, e de São Sebastião, que ficou sob os cuidados de Alan. A candidatura de Gustavo Aires tem recebido atenção especial até por parte da cúpula nacional do MDB. O partido faz questão que o filho de Odilon Aires, ex-distrital e ex-secretário de Assuntos Fundiários de Roriz, se torne parlamentar. Já Alan, conta com o apoio de lideranças de peso de São Sebastião e região, além dos seus colegas de corporação, o Corpo de Bombeiros.

Coordenação de Fiscalização do TRE-DF iniciaram suas atividades

foto dos juízes da Cofpe com o presidente do TRE-DF, desembargador Roberval Belinati
Foto: Ascom/TRE-DF

Na última terça (24), os juízes da Coordenação de Organização e de Fiscalização da Propaganda Eleitoral do TRE-DF (Cofpe) iniciaram as atividades. A Cofpe é composta pelos juízes Hilmar Raposo Filho, Ana Claudia Loiola e Vitor Feltrim. Eles estão responsáveis pelo trabalho de fiscalização da propaganda eleitoral e exercer o poder de polícia. A coordenação vai adotar medidas que visem impedir a prática irregular da propaganda eleitoral e garantir a igualdade na disputa pelos cargos eletivos.

Frases do Fino

“Não tem como comparar uma BMW (Ibaneis Rocha) com dois Fuscas (Agnelo Queiroz e Rodrigo Rollemberg)”, Celina Leão, deputada federal e presidente do Progressistas-DF, durante entrevista ao Café Expressão.

“Meu título era de São Paulo e eu não transferi meu título para cá com intenção de me lançar candidata”, Damares Alves, ex-ministra do governo Bolsonaro e pré-candidata ao Senado no DF pelo Republicanos.

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em Marketing Político e Eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É o atual presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias.

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

José Fernando Vilela

É jornalista com especialização em Marketing Político e Eleitoral. É editor-chefe e colunista do Expressão Brasiliense. É o atual presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias. Já trabalhou em diversos órgãos governamentais como a SES/DF, Sec. de Habitação do DF, Codhab/DF, entre outros. Assessorou parlamentares na CLDF, Câmara dos Deputados, Senado, além de partidos políticos.

Read Previous

PRATO CHEIO | Programa do GDF completa 2 anos e já atendeu mais de 125 mil famílias com o auxílio

Read Next

MAIS NOVE UNIDADES | GDF investe R$ 37,7 milhões na construção de creches e disponibilizar mais 1.598 vagas ainda este ano