• 23 de julho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Brigas internas comprometem futuro político de Hermeto

Brigas internas comprometem futuro político de Hermeto

hermeto distrital
Foto: Reprodução/Instagram

A reeleição do distrital Hermeto, do MDB, deixou o seu grupo político animado. A expressiva votação que o deputado teve na eleição passada calou a boca de muita gente e mostrou a força da união de sua equipe. Entretanto, brigas internas começam a minar o futuro político do emedebista. Durante a semana, o comando da Administração Regional da Candangolândia, que é apadrinhada pelo parlamentar, passou por mudanças. A troca gerou um ti-ti-ti e confirmou os rumores de bastidores de que o grupo Hermeto está rachado. Na tentativa de acalmar os ânimos e evitar desgastes maiores, o distrital reuniu, ainda durante a semana, os integrantes de sua equipe que estão à frente das quatro administrações regionais que são gerenciadas por eles a fim de aparar as arestas e restabelecer a paz no grupo. Se o distrital Hermeto não tomar cabo da situação, lá na frente, o maior prejudicado será o próprio deputado. Fontes afirmaram para a coluna O Fino da Política que a troca do administrador da Candangolândia foi só um esquenta.

Possíveis adversários em 2026

Pablo Valente e Zoraide Cauhy
Foto: Reprodução/Instagram

Um dos motivos do racha no grupo Hermeto é a possibilidade do distrital ter que enfrentar ex-aliados nas urnas. O ex-administrador da Candangolândia, Pablo Valente, figura entre os cotados a bater chapa contra o parlamentar em 2026. Nos bastidores, apoiadores do distrital divulgam a notícia de que o deputado convidou Valente para seu gabinete. No entanto, até a última sexta-feira (28) não havia registro no DCL, Diário Oficial da CLDF, de nenhuma movimentação de servidores no gabinete do emedebista.

Além de Valente, quem também poderá enfrentar Hermeto em 2026 é a viúva do ex-distrital Jorge Cauhy, Zoraide Cauhy, que fez campanha para ele em 2022. Zoraide chegou a afirmar numa roda de conversa, a qual este colunista estava presente, num evento em comemoração ao aniversário do Núcleo Bandeirante, que ela seria candidata em 2026 por considerar que tem mais cacife e eleitores do que Hermeto na cidade. Caso esse cenário se confirme até as próximas eleições, o distrital não poderá contar com o apoio de Valente e nem da viúva Zoraide.

A disputa dos Rogérios – Morro da Cruz X Ulysses

Foto: Reprodução/Google Imagens

A cidade de São Sebastião está vivenciando um confronto político antecipado entre dois Rogérios: o do Morro da Cruz, que foi eleito como o distrital mais bem votado da cidade em 2022, e o Ulysses, ex-distrital que está correndo o trecho em busca do tempo perdido após ter sido inocentado pela Justiça. Lideranças políticas da cidade esperavam que esse embate entre os Rogérios fosse acontecer somente em 2026. No entanto, a guerra já está deflagrada. Rogério Ulysses tem sido um crítico ferrenho da atual administração da cidade, que é apadrinhada pelo distrital ‘Rogerinho’. As trombetas dos cânticos gregos que ecoam pela cidade profetizam a permanência do atual representante da cidade na CLDF, Rogério Morro da Cruz, mas o maestro da orquestra não descarta a possibilidade de entoar canções para o professor Ulysses caso ele esteja melhor posicionado no pleito. 

Ibaneis vai de Senado em 2026 e GDF em 2030

Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

O governador do DF, Ibaneis Rocha, do MDB, declarou num encontro com empresários no sábado (29) que ele ‘talvez’ possa concorrer ao Senado Federal nas eleições de 2026 e voltar para o Palácio do Buriti em 2030. Ibaneis afirmou que o Executivo é a sua paixão. O emedebista tomou gosto pela política. Com 52 anos, Ibaneis se consolidou como uma das forças políticas da capital federal. A sua reeleição em primeiro turno no ano passado quebrou paradigmas. O estilo Ibaneis de governar é bem diferente de seus antecessores e conquistou a confiança da população brasiliense, o que faz com que ele esteja bem avaliado. O período que esteve afastado do cargo por determinação do ministro do STF, Alexandre de Moraes, sem nenhum tipo de provas de seu envolvimento com os atos do dia 8 de janeiro, o fez crescer ainda mais politicamente. Se continuar nesse ritmo, Ibaneis tem chances de ultrapassar o falecido governador Joaquim Roriz, que ocupou a cadeira do GDF por quatro mandatos, sendo uma delas por indicação. Se a meta do governador der certo, em 2030, ele terá 59 anos. Na eleição de 2034, 63. E em 2042, 71. Não é impossível. Bom, quem viver até lá, poderá conferir se as previsões se confirmam.  

Bancada do DF segue sem coordenação

Foto: Reprodução/Google Imagens

Com a retomada dos trabalhos no legislativo federal, os deputados e senadores da bancada do DF no Congresso Nacional vão ter que definir quem ficará na posição de coordenador do grupo. A função é essencial para as indicações das emendas da bancada ao orçamento da União que ocorrem no fim do ano. Até hoje os 11 parlamentares não chegaram a um consenso envolvendo a escolha do coordenador. O estreante no Congresso, o deputado Rafael Prudente, do MDB, conta com o apoio da maioria da bancada dos federais e quer exercer a função. Já o senador Izalci, do PSDB, reivindica o cumprimento de um acordo informal que estabelece que em um ano o cargo fique com um deputado e no outro com um senador. Como na legislatura passada, a coordenação estava sob o comando da deputada Bia Kicis, Izalci, que deseja o posto, tem batido o pé contra as investidas de Prudente. O Fino da Política conversou com alguns parlamentares e constatou que se a bancada optasse em resolver o impasse no voto, o ex-presidente da CLDF venceria o veterano Izalci. Na avaliação de um dos deputados da bancada, é melhor ter Rafael Prudente na coordenação do que o tucano. Na visão dele, Prudente, por ser de um partido da base do governo Lula, teria mais acesso ao Executivo e viabilizaria a liberação das emendas dos parlamentares do DF. No caso de ser Izalci o coordenador, o fato do senador ser da oposição ao governo federal pesa contra ele. Bom, o pessoal ainda tem tempo para resolver esse imbróglio.

Lei de distrital que autorizava o ensino domiciliar no DF é declarada inconstitucional

Foto: Reprodução/Google Imagens

A lei de autoria do distrital João Cardoso, do Avante, que autorizava o uso do ensino domiciliar no Distrito Federal foi declarada inconstitucional pelo Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), nesta semana, por entender que a matéria é de competência privativa da União. A ação direta de inconstitucionalidade foi movida pelo Sinpro/DF. A entidade alegou que, além de ferir a Constituição Federal, a proposta de João Cardoso também fere a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Lei Orgânica do Distrito Federal (LODF)

Bolsonaro faz piada com os R$ 17,2 milhões doados por ‘patriotários’ via pix 

Foto: Reprodução/Google Imagens

O vazamento do relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) irritou os bolsonaristas, em especial, o seu filho ‘01’, o senador Flávio Bolsonaro, do PL-RJ. Apesar do chilique do senador, que reclamou que o povo tomou conhecimento que o pai recebeu R$ 17,2 milhões em doações feitas via pix pelos ‘patriotários’, o ex-presidente resolveu fazer piada com a situação. Num evento no sábado (29), ao lado do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, Jair Bolsonaro disse que o dinheiro vai dar para “pagar as contas” e também “um pastel para a Michelle”. É bom lembrar que Bolsonaro vai viver até o dia que morrer recebendo um salário de presidente, com direito a dois carros blindados e oito assessores pagos pelo contribuinte. 

Portas abertas para o PP, Republicanos e União Brasil

Foto: Reprodução/TV Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, afirmou durante a sua live semanal que quer conversar com os partidos do Centrão, o PP, o Republicanos e o União Brasil. O petista quer consolidar a adesão de parlamentares dessas legendas na base de seu governo no Congresso Nacional. A ideia é promover trocas na Esplanada, mantendo seus aliados de primeira hora, para acomodar o Centrão no time.

Centrão não quer abrir mão de cargos estratégicos no governo Lula

Foto: Reprodução/Google Imagens

O problema é que líderes do Centrão querem que o governo Lula permita que eles sentem na janela do avião. São os tais cargos estratégicos. O pessoal não quer sentar na poltrona de emergência para ser ejetado do posto lá na frente. O Centrão tem demonstrado que quer cargos estratégicos para poder atender as demandas de seus redutos eleitorais em 2024, ano de eleição municipal. Lula terá que se virar nos 30 para atender os anseios desses partidos e não desagradar os outros que já estão no governo, como o PSD, o MDB e a ala do União que o apoia. Na sexta, o petista já esteve com Arthur Lira, do PP-AL, que é o presidente da Câmara e lidera a maioria dos deputados do Centrão. A semana que começa promete.

Xandão, o cheiroso 

Foto: Reprodução/Google Imagens

Em meio a polêmica envolvendo o ministro do STF, Alexandre de Moraes, e os brasileiros que o hostilizaram em Roma, na Itália, a mulherada que frequenta os salões da República passou a comentar que o “Xandão” chegou mais cheiroso da viagem. Dizem as más línguas que o ministro aproveitou a ida à Europa para renovar o estoque da penteadeira de perfumes de sua residência. Segundo uma delas, que andou cheirando o cangote do “Big Alex”, na casa de um influente político, ele só usa ‘coisa fina e original’. Tem coisas que só acontecem em Brasília, minha gente.

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É apresentador do podcast Café Expressão. É presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021.

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

SOB PRESSÃO | Pábio Mossoró pega carona na emenda de Lêda Borges e reconhece trabalho da deputada nas redes sociais

Read Next

BRASILEIRÃO SÉRIE D | Brasiliense e Athletic iniciam neste domingo (30) disputa por vaga nas oitavas