• 23 de julho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Aproximação entre Ibaneis e Lula preocupa aliados bolsonaristas

Aproximação entre Ibaneis e Lula preocupa aliados bolsonaristas

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

A participação do governador do DF, Ibaneis Rocha, do MDB, na cerimônia no Palácio do Planalto para anunciar as ações do governo federal na segurança pública, na última sexta-feira (21), preocupou aliados do emedebista que apoiam o ex-presidente Jair Bolsonaro. Ibaneis fez questão de estar presente na solenidade e antecipou o retorno das férias. O gesto do emedebista foi retribuído. Lula ao chegar no local do evento foi até o governador para cumprimentá-lo. Ao iniciar a cerimônia, Ibaneis foi convidado a sentar-se na primeira fileira junto com autoridades do primeiro escalão do governo Lula.

Desde que o petista voltou ao Planalto, Ibaneis Rocha e toda sua equipe sempre esteve a postos para atender às solicitações e demandas encaminhadas pelo governo federal, até por se tratar de uma relação institucional vinculada, já que a sede da União fica no Distrito Federal. No entanto, as imagens de Lula e Ibaneis apertando a mão e se cumprimentando incomodaram os aliados bolsonaristas. Nos bastidores, os apoiadores do ex-presidente sinalizaram que não gostaram dessa aproximação. Isso é um grande erro do ponto de vista político. O petista e o emedebista ocupam cargos que por si só geram essa relação. Já passou da hora dos bolsonaristas radicais aceitarem a derrota e se preocuparem com o futuro. Até 2026, Ibaneis e Lula ainda vão se encontrar e participar de muitos eventos juntos, ainda mais agora que o PT e o MDB possuem uma aliança. 

Fundo Constitucional na pauta

Foto: Reprodução/Google Imagens

Com a volta dos trabalhos do Congresso Nacional em agosto, o GDF e a bancada de parlamentares da capital federal vão concentrar esforços para salvar o Fundo Constitucional do DF (FCDF), que está sob ameaça devido a uma ‘emenda jabuti’ do deputado Cláudio Cajado, do PP-BA, ao PLP do arcabouço fiscal, que altera a legislação do fundo e prejudica o Distrito Federal. A trairagem de Cajado foi excluída pelos senadores, mas com a mudança feita pelo relator, senador Omar Aziz, do PSD-AM, que atendeu o clamor de Ibaneis e dos parlamentares do DF, o texto retornou para a Câmara ratificar. Contudo, o deputado está defendendo a sua ‘emenda jabuti’ e demonstra que vai inseri-la, novamente, no PLP do arcabouço, que deve ser votado pelos parlamentares logo na volta do recesso. Havia uma conversa de que a Câmara dos Deputados iria manter o texto do Senado, mas, o presidente Arthur Lira, do PP-AL, mentor de Cajado, disse, antes de embarcar no cruzeiro do Safadão, que ele não tinha acordo com ninguém. Como este colunista já disse aqui, quem vai salvar o FCDF se chama Luiz Inácio Lula da Silva. Fontes afirmam que já está tudo combinado com os progressistas nos bastidores para que o petista se torne o ‘salvador de Brasília’. 

Centrão cada dia mais afinado

Foto: Reprodução/Google Imagens

O primeiro semestre do terceiro governo Lula serviu para que o petista e núcleo duro da área política do Planalto pudesse estudar, avaliar e se aproximar do Congresso Nacional. Durante esse tempo, o governo petista acumulou perdas e vitórias relevantes. Para evitar um segundo semestre de dissabores, Lula veio articulando a entrada de partidos do Centrão em sua base. O marco dessa aliança se dará com a posse do novo ministro do Turismo, deputado Celso Sabino, que entra no lugar de Daniela do Waguinho. A solenidade de empossamento do parlamentar no cargo ocorrerá na primeira semana de agosto justamente para que líderes do Centrão participem do ato. Com isso, o Planalto almeja passar a ter uma base mais confiável para poder enviar matérias que são prioridades para o governo, mas que enfrentam resistência dentro do Congresso Nacional. 

A tal minirreforma no GDF

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Ag. Brasília

Durante as férias do governador Ibaneis Rocha, nos bastidores, assessores e interlocutores de parlamentares e políticos do DF começaram a especular uma possível minirreforma na estrutura organizacional  do GDF. Em meio ao ti-ti-ti surgem nomes de secretários e administradores regionais que podem deixar o governo. No entanto, no Buriti ninguém confirma essas informações. O núcleo duro da administração emedebista tem monitorado o desempenho de seus gestores e não sinaliza que vai promover mudanças nesse primeiro momento. Já se sabe que esse processo de fritura está partindo de dentro dos próprios grupos políticos que integram o governo com o objetivo de atingir quem está sentado na cadeira. 

Parceria da Setur-DF já colhe primeiros resultados

Foto: Reprodução/Google Imagens

Com o compromisso de explorar e valorizar os atrativos turísticos existentes na capital federal e nas cidades vizinhas, o secretário de Turismo do DF, Cristiano Araújo, já colhe os primeiros resultados de parcerias que a sua pasta vem realizando. Durante as férias de julho, Brasília tem sido muito visitada e cidades turísticas que ficam na Região de Desenvolvimento do Entorno e do DF (Ride/DF) estão sendo beneficiadas. Os municípios goianos de Pirenópolis e Alto Paraíso, que são conhecidos por suas cachoeiras e costumam receber muita gente de Brasília e Goiânia, estão lotados de turistas de outras regiões brasileiras. A Setur-DF divulga essas cidades como rotas complementares à capital federal. 

Dr. Guti Guti e a moda da Barbie 

Foto: Reprodução/Instagram

O presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, tem o sonho de se tornar deputado distrital. O dirigente já concorreu três vezes ao cargo e já avisou que vai tentar de novo em 2026. Em todas as disputas, o doutor sempre bateu na trave. Nos bastidores, analistas e estrategistas políticos o usam como referência de ‘político sem carisma’, ‘sem sal’. Dizem que o próprio médico reconhece a sua falta de aptidão com o eleitor. Pensando em amenizar esse quadro, o doutor passou a adotar um novo estilo nas redes sociais e faz postagens com objetivo de melhorar sua imagem. No perfil do Dr. Guti Guti tem ele dançando, tomando café, fazendo pose com a mulher e o que vier, está valendo. A última dele foi aparecer ao lado da Barbie perguntando como estava a saúde do DF. Entre os colegas, o pessoal questiona: o que falta o Guti Guti fazer? Até 2026, o doutor ainda vai ter que dançar muito forró e entrar nas modinhas. Se vai ter resultado, só as urnas dirão.

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É apresentador do podcast Café Expressão. É presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021.

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

CONTAS PÚBLICAS | Governo Lula prevê que rombo para este ano será de quase R$ 150 bilhões

Read Next

AGÊNCIAS DO TRABALHADOR | Semana começa com oportunidades de emprego com salários entre R$ 1,3 mil a R$ 2,5 mil