Bolsonaro promove mudanças na articulação política de seu governo após sucessivas derrotas no Congresso

A difícil tarefa de ter uma boa relação junto ao Congresso Nacional é desgastante e é preciso ter muito traquejo político para convencer a maioria a apoiar as mudanças que o governo pretende fazer. Os seis primeiros meses do governo Bolsonaro reforça a tese de que não se pode errar e nem querer medir forças com os parlamentares enquanto a base de apoio não estiver completamente convencida a votar a favor do governo, principalmente quando os congressistas são forcados a escolher entre apoiar a maioria da opinião pública ou atender a vontade do governo.

Nessa queda de braço, os deputados e senadores estão optando em ficar com a opinião pública. Porém, essa opção é mais por conveniência do que por preceitos ideológicos ou partidários. Nos bastidores, considera-se que a falta de distribuição de cargos aos aliados ainda é posto na balança. Ou seja, enquanto o governo força daqui, os parlamentares forçam de lá. Enquanto isso, somos forçados a assistir o espetáculo e o Brasil continua patinando em sua economia.

Mas, nem tudo dura para sempre. Devido às sucessivas derrotas no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro tirou a articulação política do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni e passou para um militar, o general Luiz Eduardo Ramos da Secretaria de Governo. A mudança pode ter ocorrido também pelo fato do ministro Onyx ainda carregar certos vícios difíceis de serem desprendidos. Vamos ver como se sairá o general, pois está na hora de acertar a mão se o governo quiser avançar com as reformas. Os parlamentares já demonstraram que não é fácil convencê-los a votar com o governo e ir contra a população.

É preciso correr contra o tempo já que o recesso parlamentar está se aproximando e se deixar a reforma da previdência não sai da Câmara e entra de férias junto com os deputados. Boa sorte ao general Luiz Eduardo.

expressaobrasiliense

Read Previous

Campus Party tem início em Brasília

Read Next

Presidente do Hospital de Base, gerido pelo IGESDF, prega sistema de saúde inclusivo, resolutivo e humanizado

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.