• 21 de maio de 2024

GDF prevê mudança para o Centro Administrativo a partir do dia 12

Durante sua campanha, o atual governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), prometeu que iria resolver o problema do Centro Administrativo (Centrad) do governo erguido em Taguatinga. Nesta segunda-feira (1º), o chefe do Executivo se reuniu com o secretário de Fazenda, André Clemente, e o diretor jurídico da Agência de Desenvolvimento (Terracap), Wesley Bento para ajustar os termos finais da mudança de alguns órgãos e discutir aspectos técnicos necessários para a ocupação. 

O Centrad fora idealizado para reunir em um só lugar a máquina administrativa do GDF e assim facilitar e aprimorar as relações entre seus órgãos e melhorar a qualidade do serviço prestado. Po, a obra foi alvo de investigações sob fortes indícios de desvios de dinheiro. Em seu último ato como governador, Agnelo Queiroz (PT), posou para fotos dizendo que estava entregando a obra. Na verdade, se fez de louco, pois o lugar não tinha ao menos a cadeira e a mesa para o agente de segurança que iria cuidar do patrimônio público trabalhar.

O Centrad passou praticamente que quatro anos fechado. Para se instalar no Centrad, o investimento para equipar o prédio com toda a mobília e outros itens necessários está estimado entre R$ 100 e R$ 120 milhões. As secretarias que vão ocupar o espaço ainda vão ser definidas pelo governador Ibaneis Rocha.

O GDF ainda planeja obras no anexo do Palácio do Buriti. Assim que as secretarias forem transferidas para o Centrad, o local passará por reformas. As obras vão começar pela rede elétrica e pelo sistema de prevenção a incêndio.

Da Redação com informações da Ag. Brasília Foto: Google Imagens

Expressão Brasiliense

Read Previous

Hospital de Base atende normas de vigilância sanitária

Read Next

Venezuelanos rompem barricada para cruzar fronteira com a Colômbia