• 25 de julho de 2021

CPI DA COVID | Senadores querem incluir Bolsonaro no rol de investigados

O grupo majoritário da CPI da Covid no Senado quer avançar nos próximos dias em decisões internas importantes, como a discussão sobre incluir ou não o presidente Jair Bolsonaro no rol de investigados.

Veja também

O FINO DA POLÍTICA | Racha no Patriota pode chegar ao DF

Na semana passada, a comissão anunciou que investiga 14 pessoas. Na lista, estão o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o seu antecessor, Eduardo Pazuello.

Leia também  RACHA NO PT | Dirigentes alegam que nome de Haddad ainda não é unanimidade no partido

Um grupo de juristas já estuda, a pedido da CPI, os crimes que podem ser imputados ao presidente e outras autoridades por ações e omissões no combate à pandemia de covid-19.

Desde o dia 11 de junho, especialistas avaliam em quais delitos poderiam ser enquadrados atos como escolhas administrativas deliberadamente equivocadas e desinformação.

A possibilidade de Bolsonaro entrar na relação de investigados também passa por um debate jurídico, que discute se a comissão teria o poder de investigar o presidente da República.

Leia também  MUDANÇAS NO APP | WhatsApp deve receber modo noturno em breve

O tema deve ser debatido nesta segunda-feira, 21, em reunião do chamado G7 – maioria da CPI composta por sete senadores de oposição e independentes.

Quando divulgou a relação dos 14 investigados na sexta-feira passada, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), indicou a intenção de colocar Bolsonaro na mesma lista. Mas ressalvou que a competência da CPI para isso ainda é analisada.

Leia também  REPÚDIO | ABBP reage contra ataques de Chico Sant Anna e Hélio Doyle a médias e pequenas empresas de comunicação do DF

“Se pudermos investigar, se a competência nos permitir, vamos investigar, sim”, disse Renan.

(Agência Estadão Conteúdo)

Foto: Marcos Oliveira/Ag. Senado 

expressaobrasiliense

Read Previous

AGÊNCIAS DO TRABALHADOR | Semana começa com oferta de mais de 400 oportunidades de emprego

Read Next

ELEIÇÕES 2022 | Fadi Faraj diz que está disposto a não se candidatar para ajudar seu grupo político, o PTB-DF e Bolsonaro