Governo Bolsonaro começa pente-fino em benefícios do INSS com suspeitas de irregularidades

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou na sexta-feira (12) a revisão de benefícios que apresentaram indícios de irregularidades  A meta é analisar cerca de três milhões de pagamentos suspeitos pelos próximos 18 meses. As regras foram publicadas nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial da União (DOU).

A força-tarefa montada pelo órgão também vai permitir que pedidos de benefícios que estão pendentes de análise a mais de 45 dias possam ser avaliados. Segundo INSS, nas próximas semanas, os segurados que tiverem algum tipo de inconsistência receberão uma notificação por meio de seus bancos. Uma carta também poderá ser enviada à residência do segurado, caso seja necessário efetivar o contato.

No primeiro semestre, antes do início da revisão, 806 mil notificações foram enviadas para que os segurados esclareçam inconsistências encontradas no pagamento dos benefícios.

Publicidade

A revisão é fruto da lei de combate a fraudes previdenciárias, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no mês passado. O senador brasiliense, Izalci Lucas (PSDB) foi o responsável por conduzir os trabalhos da comissão que analisou a MP que foi convertida em lei.

Na época, Izalci Lucas alertou o governo para um dado muito intrigante em relação ao Distrito Federal: 37 mil pescadores recebendo o benefício do INSS sendo que Brasília não tem mar é muito menos peixes para tantos profissionais da pesca. Tomara que o governo corrija essas distorções.

Com informações da Agência Brasil

expressaobrasiliense

Read Previous

Deputados deixam 2º turno da reforma da Previdência para depois do recesso

Read Next

Juízes auxiliares do STF querem ganhar mais que ministros do próprio tribunal

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.