BRB aumenta pontos de recarga dos cartões do Sistema de Bilhetagem Eletrônica do DF

A partir desta segunda-feira (02), 40 unidades do BRB Conveniência passam a operar com a recarga dos cartões Brasília Cidadã, que fazem parte do Sistema de Bilhetagem Eletrônica. É o primeiro passo para que o Banco de Brasília assuma, de fato, o sistema, o que deve ocorrer no início de novembro.

Com a medida, os usuários já começam a ter mais comodidade. Os novos 40 pontos do BRB somam-se às 33 unidades do DFTrans e Metrô, que continuam a oferecer o serviço. Dessa forma, o usuário passa a contar com 73 pontos espalhados pela cidade.
Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, a população vai começar, gradualmente, a perceber as mudanças no sistema. Ele adiantou que o BRB trabalha para disponibilizar outros 20 pontos de recarga.

“Nosso objetivo é que, já em setembro, o usuário tenha 73 pontos de recarga à disposição. Assumir o Sistema de Bilhetagem Eletrônica é mais uma ação da retomada e fortalecimento do BRB, visando a melhoria de vida da população”, disse.

A lista dos Correspondentes Bancários aptos para o serviço de recarga está disponível no site Bilhete único e no endereço http://comunica.brb.com.br/bilhetagem/.

Ganhos para a população

De imediato, a população terá o ganho de capilaridade, com a inclusão de lojas da rede de correspondentes para a venda da recarga. Em seguida, planeja-se disponibilizar uma central de atendimento telefônico, e um aplicativo mobile/web com funcionalidades de consulta de saldo/extrato, recarga, solicitações diversas e dúvidas. A Instituição estuda, também, implementar mecanismo de reconhecimento facial.

Eixos de atuação

O BRB possui três eixos de atuação. São eles: impactar positivamente os usuários, por meio do aumento da capilaridade e do lançamento de novos canais de serviço; estabilizar o sistema; e reduzir as fraudes.

“Como empresa do sistema financeiro, o BRB tem a expertise na gestão de recursos, na implementação de meios de pagamento, e possui ampla rede de correspondentes para comercialização das recargas, além de padrões de controle e governança elevados”, afirmou o presidente do Banco.

Com todas as ações previstas, além de melhorar todo o mecanismo do sistema, o BRB estima uma redução em fraudes na ordem de R$ 300 milhões, no período de cinco anos.

Com informações da Ascom/BRB

expressaobrasiliense

Read Previous

Bolsonaro diz que irá à ONU nem que seja de cadeira de rodas

Read Next

Mulher é esfaqueada em shopping popular no DF

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.