O FINO DA POLÍTICA | Os bastidores da política brasileira

Caos herdado de governos de esquerda, não desanima Ibaneis Rocha 

Durante o lançamento do programa Acreditar do BRB, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), reforçou que seu governo está trabalhando para tirar Brasília do caos em que se encontrava após os governos de esquerda de Agnelo Queiroz (PT) e Rodrigo Rollemberg (PSB). Ibaneis lembrou que “os esquerdistas acabaram com tudo”. Ele citou exemplos de má gestão em algumas empresas públicas como a CEB e o Metrô, o próprio BRB, as redes de saúde e ensino público, além da autoestima da população brasiliense.

Ibaneis destacou que vem cuidando do GDF como se estivesse cuidando de sua própria família, pois deve tudo que tem a capital federal. Apesar de ter nascido aqui, Ibaneis Rocha lembrou que chegou no DF pobre vindo do Piauí para estudar e conseguiu vencer na vida. O advogado afirmou que seu governo vai fazer diferente. “Nós vamos tirar Brasília desse caos”, declarou Ibaneis Rocha.

Contrariando Interesses

Ibaneis disse ainda que política se faz com “P” maiúsculo e ressaltou que “chegou a hora de mostrar para a população que administrar é coisa séria”. O governador lembrou que a licitação do sistema de transporte público foi feita em outros governos e seus antecessores não tiveram coragem para combater interesses. “Só o nosso governo teve coragem de fazer isso”, enfatizou o chefe do Buriti. Ele ainda reforçou que foi eleito para mudar esse cenário. “Esse governo veio para mudar e vai mudar”, concluiu.

Delmasso reitera seu apoio ao governador Ibaneis em evento do BRB

Convidado a fazer uso da palavra durante o lançamento do programa Acreditar, o deputado distrital, Delmasso (Republicanos), que está respondendo pela presidência da CLDF, não poupou elogios ao chefe do Executivo. Delmasso fez questão de voltar ao passado para falar da época em que foi secretário do Trabalho do DF. O parlamentar comandou a pasta em 2009 e, sob a sua gestão, o órgão lançou um programa que também atendia microempreendedores a exemplo do que estava sendo lançado. Delmasso disse que tinha orgulho em defender o governo do emedebista na CLDF.

Bolsonaro está só subindo

Foto: Alan Santos/PR

O governo Bolsonaro já começa a colher os frutos e resultados do primeiro ano. A pesquisa divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em parceria com o Instituto MDA, na quarta-feira (22), aponta que Jair Bolsonaro está começando a acertar a mão e a aprovação de seu governo está subindo. Ou seja, sua gestão está agradando além da fronteira dos bolsonaristas. 

Moro em baixa com secretários dos estados

foto de jair bolsonaro e secretários de segurança dos estados
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante reunião com Secretários Estaduais de Segurança Pública. Foto: Carolina Antunes/PR

O pedido feito por secretários de Segurança Pública dos estados e do DF ao presidente Jair Bolsonaro durante reunião em Brasília, na quarta-feira (22), para que o governo volte a ter um Ministério de Segurança Pública, acendeu a luz amarela dentro do gabinete do ministro Sérgio Moro. Os secretários alegam que a área necessita de uma atenção maior. Nos bastidores, considera-se que Moro não possui o conhecimento político adequado para lidar com os problemas de segurança, pois a onda de violência pelo Brasil preocupa e a atuação no combate às facções requer atenção especial. Recentemente, o Exército foi chamado às pressas para evitar uma possível fuga de Marcola da Penitenciária Federal de Brasília e estão colando o episódio na conta do ministro. Bolsonaro viajou para a Índia e deve deixar a poeira baixar para tomar uma decisão.

Para Refletir

“O grande político conhece-se pelo fato de os seus pensamentos viverem depois da sua morte ou da sua derrota”, Napoleão III (1808-1873), foi o primeiro presidente francês eleito após a queda de Napoleão Bonaparte, de quem era sobrinho.

Por José Fernando Vilela

expressaobrasiliense

Read Previous

VALPARAÍSO | Pábio Mossoró entrega equipamentos modernos para a saúde pública

Read Next

TROCA NO COMANDO | Coordenador da Lava Jato na PGR pede para deixar o cargo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.