• 14 de junho de 2024

O FINO DA POLÍTICA | Ex-tucanos que não se bicam, Abadia e Izalci trocam afagos em evento na CLDF

Ex-tucanos que não se bicam, Abadia e Izalci trocam afagos em evento na CLDF

Ex-tucanos que não se bicam, Abadia e Izalci trocam afagos em evento na CLDF
Foto: Expressão Brasiliense

Quem compareceu à solenidade de posse da executiva local do PRD, na noite de quinta-feira (16), no auditório da Câmara Legislativa do DF (CLDF), teve a oportunidade de presenciar uma cena bem intrigante no decorrer do evento. Os ex-tucanos Maria de Lourdes Abadia e o senador Izalci, do PL, deixaram de lado a rivalidade e trocaram afagos perante a plateia que estava presente. Convidada a fazer uso da palavra, a ex-governadora do DF confessou que não havia preparado nenhum discurso, porém afirmou que “é bom porque a gente que é pega assim de surpresa, a gente deixa o coração falar”. Abadia parabenizou os dirigentes do PRD, arrancou aplausos da plateia e disse que estava feliz em ver companheiros de primeira hora como “o Izalci, nosso senador”. A ex-tucana ainda ressaltou que estava à disposição de todos para passar seus conhecimentos. Quando chegou a vez de Izalci discursar, o senador não poupou elogios a ex-governadora. “É uma figura que representa muito bem o esforço das mulheres, a competência da mulher e durante muitos anos estivemos juntos”, apontou o parlamentar. “Abadia, você realmente é uma referência em Brasília”, enalteceu Izalci citando todos os cargos que a ex-tucana exerceu ao longo de sua trajetória política. 

Quem acompanha a política brasiliense há muito tempo, sabe que no passado a ex-governadora e o senador travaram uma batalha ferrenha para ficar com o comando do PSDB. Abadia dirigiu a sigla por um tempo até que Izalci conseguiu puxar seu tapete. Hoje, o partido luta para ressurgir das cinzas após o fiasco das últimas eleições e aqui no DF a legenda está sendo presidida pelo filho do parlamentar, Sérgio Izalci. Nos bastidores, há rumores de que Abadia possa retornar para a sigla com a missão de arrumar a casa. Ela inclusive já esteve reunida com Marconi Perillo, atual presidente nacional do PSDB. De repente, essa troca de afagos pode ser o início de uma reaproximação, já que ambos sinalizaram que estão dispostos a dialogar. 

Leoa no comando do DF

Leoa no comando do DF
Foto: Reprodução/Google Imagens

Um detalhe importante no discurso da ex-governadora foi quando ela lembrou que foi a primeira mulher a comandar o DF. Abadia mencionou que foi adversária de Joaquim Roriz e que depois eles se tornaram aliados. Maria de Lourdes aproveitou a ocasião para deixar no ar que ela prefere que a capital federal volte a ser comandada por uma mulher. “Eu quero ensinar a todos o que aprendi com a política. Se eu puder ensinar a nossa futura governadora. Se Deus quiser, quem sabe?”, destacou Abadia sem citar o nome da vice-governadora Celina Leão, que vai concorrer ao Buriti em 2026.  

De que lado vai ficar o PRD?

De que lado vai ficar o PRD?
Foto: Expressão Brasiliense

Em seu discurso de posse, o presidente do PRD-DF, Lucas Kontoyanis afirmou que a legenda tem a pretensão de ampliar a sua força no cenário político brasiliense elegendo deputados distritais e federais. O dirigente também salientou que o partido quer participar das negociações da chapa majoritária (governador e senadores) nas próximas eleições. Entretanto, a composição da mesa de solenidade de posse da executiva local levantou suspeitas quanto a aliança que o PRD vai integrar em 2026 e gerou dúvidas quanto à lealdade do grupo comandado pelo grego em relação ao GDF. Atualmente, o grupo de Kontoyanis, que tem o distrital Rogério Morro da Cruz como principal estrela, comanda duas administrações regionais (São Sebastião e Jardim Botânico) e tem mais uma porrada de cargos no GDF. Curiosamente, estiveram ao lado de Lucas na mesa, o deputado federal Reginaldo Veras, do PV, a distrital Paula Belmonte, que está deixando o Cidadania, e o senador Izalci. Ambos são considerados adversários do grupo Ibaneis-Celina e volta e meia eles atacam a atual gestão do Buriti. Paula Belmonte foi inclusive a última a fazer uso da palavra. Tudo bem que até 2026 todo mundo tem que procurar valorizar seu passe, porém, atitudes e posicionamentos não condizentes com a realidade e que geram suspeitas e especulações, podem sair caro e render algumas perdas.

Representantes do GDF esquecidos

A ausência de representantes do GDF na mesa reforçou ainda mais as narrativas e as especulações de que o PRD não vai apoiar o projeto de reeleição de Celina em 2026. Na plateia havia três secretários do GDF e nenhum deles foi chamado para integrar o dispositivo das autoridades na solenidade. O secretário de Governo, José Humberto Pires, que estava presente e representa o governador ou a vice em eventos quando eles não vão, nem foi mencionado. Pezão inclusive saiu fora assim que Lucas Kontoyanis fez o seu discurso. O sinal de alerta acendeu no Buriti. 

TSE dá uma nova chance para candidato derrotado ao Buriti em 2022

TSE dá uma nova chance para candidato derrotado ao Buriti em 2022
Foto: Reprodução/Google Imagens

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se posicionou contrário a decisão do TRE-DF que declarou o candidato derrotado da Federação PT-PV-PCdoB ao GDF em 2022, o ex-distrital Leandro Grass, inelegível, serve como alento para a esquerda brasiliense. Muitos esquerdistas enxergam nele a chance de voltar a comandar o Buriti a partir de 2027. O ex-parlamentar ganhou uma nova chance e vai poder disputar as eleições de 2026. Se for sábio, ele se candidata a um cargo proporcional. Caso insista em querer se eleger governador, o atual presidente do Iphan nacional pode se preparar para acrescentar no currículo mais uma derrota trágica em sua trajetória política. Nem todo mundo consegue uma chance como essa que lhe foi dada pelo TSE. Resta a ele saber escolher o caminho certo.    

Ibaneis à vontade em Planaltina

Ibaneis à vontade em Planaltina
Foto: Renato Alves/Ag. Brasília

Com a intenção de disputar uma das duas vagas ao Senado em 2026, o governador Ibaneis Rocha compareceu nas celebrações da Festa do Divino de Planaltina no último sábado (18) e demonstrou que está se preparando para o próximo pleito. Ibaneis distribuiu aperto de mãos, posou para fotos e recebeu abraços de muita gente que ele nunca viu na vida. A maioria das pessoas que se aproximaram do governador fez questão de agradecê-lo pelo trabalho que ele vem realizando no DF. Ibaneis estava solto. Ele caminhou entre o povo e foi muito bem saudado. Ibaneis Rocha estava à vontade. Os seguranças acompanharam o chefe de longe. Não havia barreiras para quem quisesse chegar. Pelo visto, o emedebista já está em clima de pré-campanha. 

Missão cumprida no Riacho Fundo

Missão cumprida no Riacho Fundo
Foto: Divulgação

O Riacho Fundo está sob nova direção. Na última sexta-feira (17), a edição complementar do Diário Oficial do DF trouxe a exoneração do major Fernando Siqueira do cargo de administrador regional da cidade. Anderson Junio assume o posto. A saída de Siqueira foi tranquila e ele agora vai para algum órgão do GDF desempenhar outra função. Quando foi convidado pelo distrital Hermeto, do MDB, para administrar o Riacho Fundo, Fernando Siqueira assumiu a missão de promover a união das lideranças da cidade, melhorar os serviços prestados à população e estabelecer um cronograma de obras e projetos a serem implantados na região. Após um ano e cinco meses de gestão, Siqueira deixa a Administração Regional do Riacho Fundo cumprindo com as metas que lhe foram apresentadas. Fontes disseram a este colunista que teve choro e muitas lamentações por parte de alguns servidores do órgão ao saber da saída do oficial da PMDF. Uma das marcas da gestão de Fernando Siqueira foi ter se dedicado a atender as demandas da comunidade todas as segundas-feiras. Ele recebia todos que o procuravam em seu gabinete. Essa foi uma das receitas de sucesso do agora ex-administrador para cativar a população e os líderes da cidade. Boa sorte ao major na futura função.

* José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral. Já trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado) e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do Expressão Brasiliense, e é presidente da ABBP – Associação Brasileira de Portais de Notícias – desde 2021. Apresenta o programa Viva a sua Cidade, de segunda a sexta, das 11h às 13h, na rádio Viva FM 101.3.  

OBS: O conteúdo da coluna O Fino da Política é de uso exclusivo deste portal e de outros que foram expressamente autorizados. É proibida a sua reprodução total ou parcial para fins jornalísticos, publicitários e quaisquer outras sem a devida autorização.

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

José Fernando Vilela

José Fernando Vilela é jornalista com especialização em marketing político e eleitoral e trabalhou em diversos órgãos públicos (GDF/CLDF/Câmara/Senado), partidos políticos, parlamentares e iniciativa privada. É editor-chefe, analista político e colunista do portal Expressão Brasiliense. É presidente da ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias - desde 2021.

Read Previous

FESTA DO DIVINO | Milhares de fieis comparecem ao evento em Planaltina

Read Next

1ª SERESTA VIP | Evento no Fogão Goiano do Núcleo Bandeirante foi um sucesso total