Senador em regime de prisão domiciliar vai passar férias no Caribe autorizado pela Justiça do DF

A máxima de que no Brasil apenas ladrão de galinha é quem fica preso, cada vez mais se torna real. O senador Acir Gurgacz (PDT/RO), condenado em outubro de 2018 a 4 anos e 6 meses por crimes contra o sistema financeiro, vai passar as férias de julho, durante o recesso parlamentar, no Caribe.

O parlamentar vai se hospedar num resort na ilha de Aruba onde a média das diárias é de R$ 4 mil, segundo o site do estabelecimento. O empreendimento turístico possui cassino, shopping, danceteria e otras cositas mas.

De acordo com as regras da Vara de Execuções Penais (VEP), o senador não pode consumir bebidas alcoólicas e está proibido de frequentar “locais de prostituição, jogos, bares e similares”. 

Regime aberto

O senador Acir Gurgacz deixou o semiaberto e passou a cumprir o restante da pena em regime aberto em maio deste ano. O parlamentar estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda desde outubro do ano passado e tinha autorização para dar expediente no Senado durante o dia, desde que retornasse à cadeia à noite.

No entendimento da juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais (VEP), Gurgacz cumpriu tempo suficiente para ser contemplado com a progressão de regime — um sexto da pena à qual foi condenado, de 4 anos e 6 meses de prisão.

Com informações do portal G1/DF

expressaobrasiliense

Read Previous

Foto de pai e filha afogados a caminho dos EUA gera comoção

Read Next

Bolsonaro terá encontros importantes no Japão durante reunião do G-20

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.