• 20 de abril de 2021

REFLEXOS DA FALTA DE GESTÃO | Pesquisa aponta que aprovação de Bolsonaro caiu para 27%

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro caiu para 27%, de acordo com uma pesquisa realizada pela revista Exame e divulgada nesta sexta-feira (22). A pesquisa também aponta que 45% dos entrevistados condenam a maneira com que Bolsonaro está lidando com a presidência.

Veja também

VOTO PRESENCIAL NÃO | Partidos pedem ao STF que votação seja virtual para grupo de risco

O relatório traz informações sobre a opinião dos entrevistados tanto sobre o governo de Jair Bolsonaro, quanto a situação do Estado do Amazonas em relação a pandemia e também sobre as vacinas aprovadas pela Anvisa.

A queda

De acordo com o gráfico mostrado no relatório, em janeiro de 2019, 50% dos entrevistados haviam avaliado o governo Bolsonaro como ótimo, enquanto 22% o consideravam ruim/péssimo. Após um ano, esses números se inverteram.

Leia também  Governo tentará animar mercado com novo pacote econômico

Atualmente, 45% dos entrevistados consideram o governo como ruim/péssimo e 27%, como ótimo/bom. Segundo o relatório, o período que maior rejeição ao governo foi em junho de 2020, com 50% de rejeição, quando o país enfrentava o pico da pandemia do coronavírus.

A pesquisa também trouxe dados sobre a atuação do ministro da Saúde, o general Pazuello. De acordo com o relatório, 31% dos entrevistados avaliaram o trabalho de Pazuello como regular.

Segundo o fundador do IDEIA (instituto especializado em opinião pública), Maurício Moura, a queda da popularidade do governo Bolsonaro ocorreu essencialmente entre jovens, de 18 a 24 anos, no Norte, Nordeste e em todas as faixas de renda. “A dinâmica do vírus, a incerteza sobre a vacinação, os desencontros de comunicação do Ministério da Saúde e a percepção real do fim do auxílio emergencial de renda foram uma combinação amplamente negativa”, afirmou Moura.

Leia também  SUJEIRA NO CONGRESSO | PF faz buscas no Congresso em operação que investiga líder do governo no Senado e seu filho deputado federal

Pandemia em Manaus

Dos entrevistados pela Exame, 33% acreditam que o principal responsável pelo agravamento da pandemia no município de Manaus, no Amazonas, é a própria população e 49% acreditam que a situação no município tende a melhorar nas próximas semanas.

O relatório também apontou que 60% acreditam que a situação de Manaus pode afetar negativamente a popularidade de Jair Bolsonaro.

Leia também  OUTRO RUMO | Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil

Vacina

Segundo Maurício Moura, os dados sobre as vacinas mostram a visão mais pragmática e menos política da população sobre o tema. Também aponta que o governo federal,
nas figuras no ministro da Saúde e do presidente, foi coadjuvante na aprovação de ambas as vacinas.

De acordo com a pesquisa, 32% dos entrevistados atribuem o mérito da aprovação das vacinas à comunidade científica, 8% ao governador do Estado de São Paulo, João Dória e 3% ao presidente Jair Bolsonaro.

Foto: Reprodução Google Imagens

Avatar

expressaobrasiliense

Read Previous

A PARTIR DAS 22H DE HOJE | Detran-DF vai implantar faixa reversa na Ponte JK até às 5h de segunda (25)

Read Next

VACINA DA FIOCRUZ | Distribuição começa na tarde deste sábado (23)