• 2 de dezembro de 2020

RECUPERADOS DA COVID | HRC vai ter ambulatório para avaliar pacientes que venceram a doença

O Hospital Regional da Ceilândia (HRC) instalou um novo Ambulatório de Egressos destinado a atender pacientes recuperados da Covid-19 e que já tiveram alta. Eles retornam à unidade para novas avaliações médicas e tratar possíveis sequelas adquiridas com a doença. A expectativa inicial é que cerca de 500 pessoas de Ceilândia e Brazlândia sejam beneficiadas nos primeiros meses de funcionamento do ambulatório.

Veja também

MAIS DE 83 MIL CRIANÇAS VACINADAS | Secretaria de Saúde quer imunizar 95% do público-alvo no DF

Como a Covid-19 pode causar danos bem além daqueles manifestados no período ativo da doença, deixando sequelas respiratórias e motoras nos pacientes, é necessário o acompanhamento depois da alta. Principalmente nos que tiveram a forma mais grave da doença e passaram pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O espaço oferece atendimento e acolhimento aos recuperados, avalia as condições recém desenvolvidas e oferece um serviço multiprofissional. O objetivo é que os pacientes iniciem sessões de fisioterapia, tenham a saturação medida, façam exercícios com pesos e testes de caminhada na esteira e na bicicleta ergométrica, para saber como está a musculatura e a respiração após a recuperação.

Leia também  PARA MELHORAR O ATENDIMENTO | DF terá dez pontos de testagem em massa a partir de segunda (4)

O diretor de Atenção Secundária da Região de Saúde Oeste, Rogério Tavares, explica que “o atendimento no ambulatório é fisioterapêutico, trabalhando a questão pulmonar, de respiração e fortalecimento dos membros dos pacientes debilitados pela Covid-19. Com isso, se fortalece a respiração, os membros e o coração, para eles voltarem a ter uma vida normal.

Uma busca ativa tem sido feita, por telefone, para encontrar os pacientes que estavam internados no HRC e que estão curados do coronavírus. Eles são agendados para comparecer ao ambulatório, especialmente os que tiveram alguma sequela. Pelo prontuário é possível identificar se a situação deles foi grave ou não enquanto estavam internados.

“Diante de uma doença desconhecida e considerando o acometimento da população da região, foi vista a necessidade de acompanhar e realizar intervenções para minimizar as sequelas das pessoas recuperadas”, ressalta a superintendente da Região de Saúde Oeste, Lucilene Florêncio.

Leia também  PARA MELHORAR O ATENDIMENTO | Hospitais da rede pública do DF passam por reformas em suas estruturas

Mudança

Antes, o ambulatório era exclusivo para atender servidores com suspeita de infecção pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 e com sintomas leves da doença. Na época em que começou a funcionar, em junho, a média era de 20 a 30 profissionais de saúde atendidos, por dia, no local. Na ocasião, eles também eram testados para a Covid-19.

Contudo, com a queda nos atendimentos, os gestores do HRC decidiram ampliar o serviço para o restante da população. “Tomamos a iniciativa de oferecer o atendimento do ambulatório porque Ceilândia foi a região mais atingida pelo coronavírus no DF. Com esse serviço, ajudaremos na recuperação das pessoas que já tiveram a Covid-19”, destaca Rogério Tavares.

Agora, o Ambulatório de Egressos está disponível para a população todas as segundas, quartas e sextas-feiras, enquanto que as terças e quintas-feiras ficam reservadas aos servidores. O horário de funcionamento é das 8h ao meio-dia e 13h às 18h.

Leia também  VAI TER QUE PAGAR | Congresso segue Bolsonaro e mantém cobrança de bagagens despachadas

(Agência Saúde DF)

Foto: Geovana Albuquerque/SES-DF

Avatar

expressaobrasiliense

Read Previous

DADOS VAZADOS | TSE confirma que sofreu ataque de hackers, mas não compromete o resultado

Read Next

PARA MELHORAR O ABASTECIMENTO | Caesb suspende fornecimento de água de quarta (18) para quinta (19) em Ceilândia