GDF disponibiliza 1.295 vagas em creches

A partir de 29 de julho, serão abertas mais 1.295 vagas para creches públicas no Distrito Federal. Essa ampliação acontece com a assinatura de novos termos de colaboração e aditivos a contratos anteriores com as instituições conveniadas. Serão beneficiadas as regiões administrativas de Samambaia, Núcleo Bandeirante, Estrutural, Gama, São Sebastião e Sobradinho.

O objetivo é zerar a fila de espera para creches com a criação de 19 mil vagas, ao longo da atual gestão, conforme plano apresentado em Ação Civil Pública promovida pela Promotoria de Justiça de Defesa da Educação (Proeduc) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), em 1993, portanto, há 26 anos.

É a primeira vez que a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) busca cumprir a decisão judicial, definindo um plano de trabalho que inclui metas claras e um cronograma de atendimento à população, especialmente às mães que precisam trabalhar e não têm com quem deixar os filhos. Trata-se de um direito previsto na Constituição Federal e no Plano Nacional de Educação.

Em paralelo, a secretaria irá assinar também um Termo de Cooperação com a Defensoria Pública do DF nesta terça-feira (2/7), às 11h. Nessa parceria, será melhorado o atendimento aos pais que buscam vagas em creche, evitando-se que tenham que entrar na justiça para ver assegurado o direito de seus filhos.

Reajuste com conveniadas

Na segunda-feira (1º/7), véspera da solenidade, a SEEDF começa o processo de criação das 1.295 vagas, com a assinatura de novos termos de colaboração e aditivos a contratos anteriores com instituições parceiras para o atendimento. Como não recebiam aumento há dois anos, também está estabelecida uma norma para reajuste que, a partir de agora, será de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no valor per capita.

Além disto, o objetivo dos novos contratos e aditivos é desburocratizar a relação da Secretaria com as conveniadas, para tornar o processo dinâmico, de maneira que a negociação entre as partes atinja mais rápido a finalidade do interesse público. Os convênios continuam seguindo os critérios legais previstos, mas com o acréscimo de também observarem as especificidades das relações com as instituições parceiras.

Acesso

Para ter acesso à creche, a pessoa interessada deve ligar para o 156, opção 2. O cadastro segue a ordem de inscrição, que pode ser consultada no site da SEEDF, por meio do link: http://www.se.df.gov.br/consulta-da-classificacao-de-creche-2/

Fonte: Agência Brasília

expressaobrasiliense

Read Previous

Movimentos promoveram atos em defesa de Moro e a Lava Jato no domingo

Read Next

Frente Parlamentar de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação será lançada dia 3 no Congresso Nacional

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.