• 19 de julho de 2024

POLÍTICA EM VALPARAÍSO | Caiado deve apoiar Lêda Borges em 2024 e ignorar Pábio Mossoró e seus cupinchas

Os dois eventos realizados pelo governo de Goiás durante esta semana em Valparaíso de Goiás sinalizam que a tucana Lêda Borges está com a moral alta com Ronaldo Caiado e o atual prefeito da cidade, Pábio Mossoró, vem perdendo espaço com o chefe do Palácio das Esmeraldas, sede do Poder Executivo estadual. Depois que a deputada e o governador firmaram aliança, a parlamentar vem caminhando para receber o apoio de Caiado nas eleições municipais do próximo ano e Mossoró deve ficar à deriva com sua trupe. 

A cidade de Valparaíso de Goiás está sob a administração de Pábio Mossoró desde 2017 e a população está pagando um preço altíssimo pela péssima escolha feita nas eleições de 2020. O município está abandonado e as únicas benfeitorias realizadas nesses últimos anos foram executadas pelo governador Caiado. 

O intitulado “governo de Valparaíso” de Pábio Mossoró praticamente jogou a cidade às traças e a população tem sentido os reflexos do descaso. A maior reclamação dos moradores é que eles foram enganados pelo atual prefeito que prometeu uma administração eficiente e competente caso se reelegesse. Porém, o que se viu foi um gestor inerte, sem palavra e incompetente, rodeado de auxiliares bajuladores e mal preparados.

As atitudes de Pábio Mossoró falam por si só. A situação do prefeito de Valparaíso é tão ruim do ponto de vista político que já acendeu o alerta em Goiânia. Pábio perdeu a credibilidade com as lideranças políticas e comunitárias, não só de Valparaíso como da região do Entorno e do estado. Para o próximo pleito, o emedebista deve contar apenas com o apoio de seu grupo, que está quase reduzido a pó.

Diante desse cenário, Ronaldo Caiado demonstrou que não vai querer descer ladeira abaixo com o prefeito. Nos bastidores, o governador tem sinalizado que a deputada Lêda contará com o seu apoio no ano que vem. A tucana tem ocupado lugar de destaque nos eventos do governo estadual, inclusive discursando em cerimônias oficiais como as que ocorreram em Valparaíso. A cara do prefeito Pábio não era das melhores, mas ele não tem o que fazer já que está com o ‘filme queimado’. 

Holofotes para Lêda Borges

A aliança entre Caiado e Lêda Borges confirma que Pábio Mossoró perdeu força e, certamente, na disputa eleitoral do próximo ano, ele e seu grupo serão abatidos. O prefeito já não conta mais com o mesmo prestígio com o governador. 

Durante a entrega das chaves de 834 unidades habitacionais erguidas pelo governo estadual em Valparaíso, na terça (20), Ronaldo Caiado não compareceu e a deputada Lêda Borges brilhou no evento sob a presença de Pábio Mossoró. Em outros tempos, o pessoal de Goiânia não faria isso, mas como o prefeito está em baixa com a população, não há motivos para impedir que a tucana fature politicamente com a ação do governo que ela é aliada. 

Além dessa parceria entre o governador e a deputada, que pode resultar em uma derrota acachapante nas urnas para Pábio Mossoró, a rejeição do prefeito é altíssima. Ou seja, quem for o indicado ou a indicada de seu grupo político para sucedê-lo vai ter que arcar com as consequências e a ira do povo de Valparaíso.

Barco afundando

Nos bastidores, o prefeito vem tentando se salvar e está atirando para todos os lados para não deixar seu barco afundar de vez. Recentemente, Mossoró deu espaço para um ex-adversário, o ex-vereador Afrânio Pimentel, do PP. O agora aliado passou a responder pela Secretaria de Relações Institucionais. Cogita-se até que Afrânio terá o apoio de Pábio para concorrer em 2024.

Além do novo aliado, o grupo de Pábio Mossoró conta ainda com mais três pretendentes que desejam sentar na cadeira que hoje está sob seu comando. São eles: a deputada estadual Dra. Zeli Fristche, do União Brasil, que foi sua vice-prefeita; a atual secretária municipal de Educação, Rudilene Alves, e o secretário de Obras, Marcus Vinicíus.

Desses quatro postulantes a candidato a prefeito ou prefeita, a Dra. Zeli é a que tem mais popularidade. No entanto, resta saber se ela está disposta a encarar o pleito eleitoral sabendo que vai sair menor do que vai entrar. Já os outros três pretendentes são considerados fracos politicamente.

Aliados de Mossoró tem espalhado pela cidade que o prefeito tem preferência pelo secretário de Obras. Porém, Marcus Vinícius ainda carrega a fama de suas condutas ilícitas durante as eleições de 2012. Nas rodas de conversas ele ainda é lembrado pela alcunha de ‘cinquentinha’. 

O prefeito deve se movimentar daqui para frente para tentar salvar os dedos e deixar ir os anéis. Só que dessa vez, Pábio Mossoró e seu grupo serão surpreendidos pelos eleitores. O povo de Valparaíso de Goiás não merece, e com certeza não vai querer, mais quatro anos de descaso, mentira e abandono. 

No meio político valparaisense, os líderes políticos, tanto da oposição como da base governista de Pábio Mossóro, afirmam que o poder subiu a cabeça e corrompeu aquele homem de aparência simples, que um dia foi motorista de ambulância da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, que assumiu a prefeitura em 2017 prometendo fazer diferente e escrever uma nova história em Valparaíso. Mas, Mossoró não cumpriu com a sua palavra, mais uma vez. 

Foto: Reprodução/Instagram

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

CONFRONTO INTERNO | Mercenários russos se voltam contra Vladimir Putin após exército atacar e matar homens do grupo paramilitar

Read Next

SALVANDO MAIS UMA VIDA | Aeronave do Detran-DF transporta coração que veio de Maringá (PR) para transplante