• 23 de fevereiro de 2024

FUTURO INCERTO | Investigado por suspeitas de fraudes e desvios de recursos na prefeitura, Lucas Antonietti não deve concorrer à reeleição

Quando assumiu a prefeitura de Águas Lindas de Goiás em janeiro de 2021, o médico Lucas Antonietti propagou que a cidade viveria ‘Um Novo Tempo’ sob o seu comando. No entanto, a gestão do prefeito está sendo investigada por suspeita de fraudar contratos e licitações para desviar de recursos para integrantes de seu governo. As cifras são milionárias.

A situação do gestor e de seu grupo ficou fora de controle e o prefeito já avisou seus aliados que não irá concorrer à reeleição. Lucas Antonietti venceu a disputa eleitoral em 2020 por uma diferença de 35 votos, evidenciando que a cidade estava bem dividida. Em suma, muitos duvidavam da sua capacidade de administrar o município.

As expectativas em torno da gestão de Antonietti eram enormes considerando que ele tinha fama de ser um ‘bom gestor’, mas o que se viu no decorrer desses anos do ‘Novo Tempo’ foram escândalos e denúncias de suspeitas de práticas criminosas na Prefeitura de Águas Lindas.

O Ministério Público de Goiás, o Ministério Público Federal, o Tribunal de Contas da União, a Polícia Federal e a Polícia Civil do DF investigam os possíveis crimes praticados pela administração do médico. Há suspeitas de desvio de dinheiro destinado para a saúde e educação do município para o enriquecimento ilícito de integrantes do governo Lucas Antonietti.

O prefeito tem se defendido alegando que não cometeu nenhuma irregularidade, mas, diante dos escândalos, ele acabou tendo que se movimentar nos bastidores para varrer a sujeira para debaixo do tapete. As investigações ainda estão em curso.

Para não correr o risco de ver um opositor assumir a prefeitura e fazer uma devassa nos atos administrativos de sua gestão, Lucas Antonietti e seu grupo estão tentando encontrar alguém que possa segurar esse bucha de canhão e impedir que os supostos crimes venham à tona.

Fontes da Prefeitura sustentam que Antonietti esteve reunido com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, para expôs a situação e pedir ajuda e apoio. Segundo uma das fontes, Caiado é quem vai indicar um nome para o grupo de Lucas apoiar na disputa eleitoral deste ano.

Nos bastidores há rumores de que um nome que agrada o governador é o do ex-prefeito Hildo do Candango, que até então era um opositor de Lucas Antonietti. Na campanha de 2020, o médico só não chamava o antecessor de santo. De acordo com a fonte da prefeitura, Antonietti e Hildo agora são ‘melhores amigos’.

Outro nome apontado como possível substituto é o do vice-prefeito, Jorge Amaro. O problema é que o vice não é uma unanimidade entre os cabeças do grupo. A turma não o considera uma pessoa confiável e teme que ele possa abrir o bico.

Enquanto Lucas e sua turma não se decidem, a população de Águas Lindas sofre com o descaso e abandono. Os reflexos dessa má gestão passam pelo crescimento de casos de dengue na região. Dados da Secretaria de Saúde de Goiás apontam que a cidade é a que tem a maior incidência de registros da doença entre os municípios goianos do Entorno do DF.

Antonietti deve encerrar sua gestão sem entregar a conclusão das obras do aguardado Hospital Regional de Águas Lindas e deixar a prefeitura na bancarrota. De tanto falar mal de Hildo do Candango, Lucas sairá da prefeitura sem deixar saudades e pela porta dos fundos. 

Foto: Expressão Brasiliense 

Acompanhe o Expressão Brasiliense pelas redes sociais.

Dá um like para o #expressaobrasiliense na fanpage do Facebook. 

Siga o #expressaobrasiliense no Instagram.

Inscreva-se na TV Expressão, o nosso canal do YouTube.

Receba as notícias do Expressão Brasiliense pelo Whatsapp.

Expressão Brasiliense

Read Previous

BENEFÍCIOS ENTREGUES | Família atingidas pelas chuvas na Vila Cauhy recebem auxílios do GDF

Read Next

EM CARÁTER EXCEPCIONAL | Justiça do DF autoriza a entrada de agentes em imóveis abandonados