• 6 de dezembro de 2021

CENTRO-OESTE CUP | Campeã mundial de jiu-jitsu recebe apoio para competição

Sofia Veloso, de 25 anos, disputará o torneio com parceria da Lotus

Apenas 7 anos separam a primeira aula de jiu-jitsu de Sofia Veloso, 25, do título de Campeã mundial pela IBJJF (Federação Internacional de Jiu-Jitsu, sigla em inglês) e da atual faixa roxa no esporte.

Com uma linda trajetória pessoal e profissional, e após vencer grandes desafios pessoais, Sofia precisa de patrocínios para seguir nas disputas. E, para a próxima competição, ela recebe apoio da Lotus, sediada em Brasília.

Sofia vai competir neste sábado (13), às 18h, no Centro-Oeste Cup, no campeonato da Federação Brasiliense de Jiu-Jitsu Desportivo (FBJJD), a maior federação do DF. A competição terá lutas nos dias 13 e 14 de novembro e tem 1.300 atletas inscritos.

A disputa também faz parte da preparação da atleta para competir no maior campeonato de Jiu-Jitsu no mundo, o ADCC (Abu Dhabi Combat Club). Atualmente, ela treina 6 horas por dia com o Mestre Renato e já coleciona medalhas do campeonato brasileiro de jiu-jitsu e inúmeras outras competições.

Leia também  FISCALIZAÇÃO | De janeiro a abril, Vigilância Sanitária do DF interditou 40 estabelecimentos

Moradora de Brasília desde 2017, Sofia está sempre competindo nas federações do Distrito Federal. “Participo de competições, em média, 1 a 2 vezes por mês, para sempre manter o foco e o preparo. Mas o objetivo são os campeonatos da IBJJF – International Brazilian Jiu Jitsu Federation – e o do ADCC – Abu Dhabi Combat Club, que será em setembro de 2022, em Las Vegas. O objetivo é lutar o mundial todos os anos”, afirma a atleta.

Superação

Aos 18 anos, em sua primeira aula de jiu-jitsu, Sofia pesava 100 kg e enfrentava uma depressão. Sedentária desde criança, ela conta que era uma menina ansiosa e que o esporte mudou tudo isso.

Leia também  ENQUETE DO EB | Vacina contra a covid-19

“O jiu-jitsu é uma ferramenta chave para viver, respirar, existir. Quando paro de treinar por lesões ou outras questões eu volto a ter depressão, comer mal, não me cuidar. O jiu-jitsu mantém o meu vínculo afetivo com a vida”.

As inúmeras conquistas nos 7 anos como atleta mostram que os desafios garantiram ainda mais força à jovem atleta, que sonha com voos ainda mais altos no esporte que tanto ama.

Para isso, ela destaca a importância do apoio de empresas como a Lotus. “Os patrocínios vão me possibilitar estar sempre lutando, especialmente em cenário internacional”, finaliza.

Apoio ao esporte

O apoio à atleta é uma iniciativa dos proprietários da Lotus , os irmãos Luiz Felipe Hernandez e Ruy Hernandez.

“Sabemos o quanto é importante incentivar os atletas para que alcancem seus objetivos e, com isso coloquem também nosso país em destaque. Como a Sofia disse, o esporte salva vidas. E é disso que estamos sempre falando”, ressalta Ruy Hernandez.

Leia também  Os Bastidores da Política em Brasília

Luiz Felipe completa: “A Lotus sempre vai estar ao lado de iniciativas que tragam resultados positivos para toda a sociedade. É gratificante poder participar. Estamos na torcida para que Sofia saia vitoriosa nesta competição e alcance todos os seus sonhos no jiu-jitsu, um esporte que também amo”, afirma o proprietário, que é praticante da modalidade.

Recentemente, a Lotus, que tem 4 anos no mercado, apoiou também uma competição de Futevôlei no DF. Os proprietários garantem que pretendem aumentar gradativamente o apoio ao esporte e outras iniciativas sociais e culturais.

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Expressão Brasiliense

Read Previous

MOBILIDADE URBANA | Ampliação da Estrada Parque Aeroporto (EPAR) atinge a marca de 50% das obras concluídas

Read Next

O FINO DA POLÍTICA | Movimentações de Bolsonaro e Moro mexem com articulações e alianças no DF