Rollemberg e Perillo visitam obras do sistema de produção de água Corumbá IV

O governo do Distrito Federal anuncia previsão de conclusão para o fim de 2018 e o governo goiano fala em seis meses. E aí? Como fica a população?

A velha prática de agradar o eleitor em ano eleitoral está valendo para o Distrito Federal e o Estado de Goiás. Hoje (17/01) foi dia dos governadores Rodrigo Rollemberg (PSB) e Marconi Perillo (PSDB), do DF e Goiás, respectivamente, realizarem uma visita nas obras da Estação de Tratamento de Água, na cidade de Valparaíso de Goiás. Em meio à crise hídrica que castiga Brasília, a ajuda vinda do Estado vizinho é bem-vinda.

Além dos chefes dos Executivos, ministros, secretários de Estado e apoiadores de ambos os governos engrossaram o ato político que apresentou o Sistema Produtor de Água Corumbá IV a imprensa e, por sua vez, a população. Entretanto, os sites de notícias dos dois governos apresentam divergências quanto ao prazo de conclusão das obras. O do DF constam que será até o fim de 2018 e o de Goiás fala em funcionamento em seis meses, ou seja, lá para meados de julho, agosto, por aí.

Afinal, quando será entregue essa obra de extrema relevância para a população brasiliense e goiana? A captação será dividida em 50% para cada. Serão captados 2,8 mil litros de água por segundo na primeira etapa dos trabalhos, sendo 1,4 mil para o DF e 1,4 mil para Goiás. Em um segundo momento, para além de 2018, chegará a 5,6 mil litros por segundo.

A Saneago é a responsável pela captação hídrica e a construção de 12,7 quilômetros da adutora. Outros 15,3 quilômetros são de responsabilidade da Caesb, assim como a estação de água.

O caminho da água começa no Lago Corumbá IV, em Luziânia (GO), passa pela estação de bombeamento e vai para a de tratamento. De lá, segue para os locais que abastecerá.

As regiões administrativas do DF que vão receber a água serão Gama e Santa Maria, em um primeiro momento; depois, Planaltina, Recanto das Emas e Riacho Fundo. Quatro municípios goianos do Entorno fecham a lista: Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama e Valparaíso.

Da redação com informações da Agência Brasília e do Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

expressaobrasiliense

Read Previous

Catedral de Brasília

Read Next

Juiz nega prisão domiciliar a Paulo Maluf

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.