• 27 de outubro de 2020

O FINO DA POLÍTICA | Está na hora de abrir a caixa preta da saúde do DF

Já não é de hoje que a saúde pública do Distrito Federal está sangrando e pedindo socorro. A atual estrutura hospitalar da capital federal é antiga e não tem mais como atender a nossa população com a qualidade que merecemos. Me lembro de quando era criança e as pessoas daqui tinham orgulho em dizer que moravam numa cidade onde a população não tinha a necessidade de ter um plano de saúde porque os hospitais, centros e postos de saúde proporcionavam um atendimento de excelência. Eis que o tempo foi passando e o sistema de saúde pública do Distrito Federal foi sendo tomado por pessoas que tinham como objetivo obter vantagens e benesses para si próprio.

Leia também  Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa se encontra com dirigentes do PSB

Com isso, o que temos vistos nos últimos anos foram escândalos, investigações e operações policiais que trouxe à tona as razões que motivaram chegar a essa situação deprimente. O atual governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), desde que assumiu o Palácio do Buriti não esconde de ninguém que a área da saúde é o calcanhar de Aquiles de sua gestão. Ibaneis vem tentando recuperar a deteriorada estrutura existente e tem apresentando propostas de ampliação do sistema como a construção de novas unidades básicas de saúde (UBSs), unidades de pronto atendimento (UPAs) e a construção de um hospital materno-infantil em Ceilândia. Essa é uma missão árdua e que precisa de alguém com coragem para encarar.

Leia também  GESTÃO | Hemocentro recebe reforço de 50 novos profissionais

Os últimos acontecimentos relacionados a saúde pública do DF nos levam a reflexão que realmente chegou a hora de se averiguar a fundo o que de fato está impedindo que voltemos a ter uma saúde de excelência no serviço público. A criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) na Câmara Legislativa do DF se faz necessária, mas não dá forma que a oposição ao governo Ibaneis quer. A proposta deles é fazer da CPI um palanque eleitoral mirando 2022. Isso está claro. Como também está claro que eles não querem que investiguem as gestões anteriores da qual fizeram parte. Qual é o temor que a oposição tanto tem? Seria medo da CPI revelar que os responsáveis por implantar o esquema de irregularidades e desvios milionários veio lá das gestões dos partidos de esquerda?

Leia também  COMBATE AO MOSQUITO | GDF inspecionou 834.449 imóveis nos primeiros nove meses do ano

Está na hora de abrir a caixa preta da saúde. Se a oposição não tem medo, que pare o show e assine a CPI da Saúde e não a CPI do Palanque.

 

Avatar

expressaobrasiliense

Read Previous

MIRANTE DA TORRE DE TV | BRB prepara reabertura do ponto turístico para o dia 1º de outubro

Read Next

AGORA É OFICIAL | Pábio Mossoró confirma candidatura à reeleição tendo Zeli como vice novamente