Pesquisas confirmam que Cristovam Buarque ficará sem mandato

As pesquisas ao governo do DF vem mostrando que teremos um eventual segundo turno. Já a disputa ao Senado está mais acirrada do que nunca. Os três primeiros colocados estão empatados tecnicamente. Porém, dois deles estão em ascensão e um deles em queda livre.

Vamos aos números. Na pesquisa do Ibope divulgada nesta quarta-feira (12), encomendada pela TV Globo, Leila (PSB), tem 24%, Cristovam (PPS), tem 21% e Izalci (PSDB), 21%. Considerando a margem de erro de 3%, eles estão disputando cabeça a cabeça, ponto a ponto. Já a pesquisa do DataFolha, encomendada pela TV Globo e Folha de São Paulo, divulgada no dia 06/09, aponta que Leila aparece com 22%, Cristovam com 21% e Izalci 20%.

As primeiras sondagens feitas por esses dois institutos de pesquisa traziam o então senador e candidato à reeleição, Cristovam Buarque, na liderança. Os dois últimos levantamentos revelam que o cenário mudou e Cristovam começa a ver sua volta ao Senado ameaçada. Seus concorrentes diretos, Leila e Izalci, largaram atrás do senador-professor e as pesquisas indicam que ele ficará de fora dessa vez.

Cristovam está no Senado por dois mandatos consecutivos, 16 anos, e pelo visto não vem agradando. Ganhou fama de traidor e estrela. Os partidos pelos quais passou não querem vê-lo nem passando na porta. Ou seja, adquiriu inimigos/adversários imortais na política, o que faz uma grande diferença.

Retornando aos números das pesquisas, muitos analistas avaliam que Leila e Izalci vão começar a se distanciar de Cristovam nessa reta final. Apesar de uma aparente vantagem de Leila, Izalci deverá ficar à frente por ter mais nome e trabalho. A ex-jogadora de vôlei é neófita no meio político e pesa contra ela o fato de ter sido responsável por uma área que deixou muito a desejar na gestão Rollemberg (PSB), o esporte, ficando evidente o seu despreparo e falta de conhecimento em gestão. Já Izalci, carrega com ele a imagem de bom gestor, competente e bom político, obtendo até mesmo o reconhecimento por parte de sites e profissionais que atuam no Congresso Nacional. O tucano vinha trabalhando para ser governador, mas decidiu disputar uma vaga no Senado após o desenrolar das articulações, sendo, inclusive, apunhalado pelo próprio Cristovam, a quem ele estendeu a mão.

Portanto, tudo caminha para o cenário de um Cristovam Buarque sem mandato, sem voz e, o pior de tudo, sem aliados. Resta saber se ainda vão querer que ele redija seus artigos onde posava de paladino da política, o grande intelectual. Nem mesmo na UnB, que o projetou para a política, as portas encontram-se abertas. A roda da política, desta vez, girou para o lado errado. Au revoir, monsieur Cristovam.

Da Redação com informações do site G1

Foto: Google Imagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s