Nem tudo será flores para Bolsonaro em Brasília

Em sua primeira visita a Brasília depois de eleito, durante a semana que passou, o futuro presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) teve o seu primeiro contato direto com o Congresso Nacional. Na terça-feira (06), Bolsonaro participou da cerimônia dos 30 anos da Constituição Federal de 1988, a Constituição Cidadã como é chamada.

Na sessão solene, Bolsonaro sentou-se à mesa com o atual presidente, Michel Temer (MDB), os presidentes da Câmara e Senado, o ex-presidente, José Sarney, o presidente do STF, Dias Toffoli e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Bolsonaro foi com toda honra e pompa que tem direito. Fez uso da palavra e distribuiu abraços e apertos de mão. A depender dessa primeira impressão, ele não terá dificuldades para promover as mudanças que o Brasil tanto precisa a partir de sua posse.

Entretanto, no dia seguinte, os senadores aprovaram um reajuste salarial de 16,38% aos ministros do STF. Bolsonaro, antes da votação, criticou um possível aumento, mas não surtiu efeito. Ou seja, um dia após ser recebido com flores, no outro os parlamentares apresentaram a ele o estrume que aduba o Congresso Nacional. O futuro presidente terá que saber plantar de maneira correta para que não colha frutos podres.

Da Redação

Foto: Google Imagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s