Governo Rollemberg insiste em continuar errando

Governo Rollemberg insiste em continuar errando

As últimas semanas foram difíceis para o brasiliense. O caos se instalou na capital federal com a falta de combustíveis, falta de gás de cozinha e o sobe e desce nos preços dos alimentos devido à falta de alguns produtos nas prateleiras.

E para piorar ainda mais, o governo de Brasília fez a proeza de diminuir a frota de ônibus, na última sexta-feira (1º), dificultando a locomoção dos usuários do sistema de transporte coletivo do DF. O subsecretário de fiscalização da Secretaria de Mobilidade deu uma infeliz declaração para uma emissora de TV ao dizer que a culpa era dos ônibus do Entorno.

A insatisfação com o governo Rollemberg está espalhada pelos quatro cantos do DF. A população vem sofrendo com a falta de segurança, saúde e muitas outras coisas. Para ser sincero, eu nunca vi Brasília desse jeito. E agora, Rodrigo? Parece que as coisas não estão nada bem para o chefe do Executivo. Do jeito que está é capaz que Rollemberg não vá para o segundo turno e a disputa fique polarizada entre o pessoal da “direita”.

Alírio anda sumido

O pré-candidato ao governo do DF pelo PTB, Alírio Neto anda meio sumido nos últimos dias. O ex-distrital anda em baixa depois de suas últimas movimentações e terá que refazer as suas estratégias políticas se não quiser ficar de fora do cenário por mais quatro anos.

Pelo visto, os outdoors espalhados pela cidade não surtiram efeito. O disse-me-disse de que ele encabeçaria uma chapa com dois partidos de menor expressão fez foi piorar a sua situação e agora ele está isolado, até mesmo dentro da própria legenda que comanda. O trem descarrilhou pelo jeito. As más línguas falam que ele quis dar um passo maior que a perna e está à beira de levar uma banda.

Pré-candidato se achando o “Luciano Huck do Cerrado”

Que o poder sobe à cabeça de quem nunca o teve, isso é certo. Tem um pré-candidato a distrital, que nunca ocupou nenhum cargo, que está achando que vai se eleger facilmente promovendo ações um pouco sensacionalista e medíocres.

O projeto de distrital já está circulando com uma equipe de assessores, fotógrafo, segurança particular e quer ficar dando lição de moral nos outros, posando de autoridade. Já promoveu festa de aniversário para crianças carentes e reencontro entre familiares que não se viam faz anos. E o pior que prega que ele significa o novo na política, a renovação.

O problema é que o postulante a distrital faz as mesmas práticas que tanto critica, em especial, o toma lá dá cá. Tomara que ele esteja preparado para deglutir a sua derrota em outubro. Para se igualar ao artista global, só falta ele distribuir dinheiro, se é que já não esteja distribuindo disfarçadamente.

Para ser o novo, não pode praticar o velho.

Da Redação

Foto: Google Imagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s