14 pré-candidatos já confirmaram que vão disputar a Presidência da República

No dia seguinte ao julgamento do ex-presidente Lula, onde foi condenado a 12 anos e 1 mês de reclusão pela 8ª Turma do TRF4, os pretensos postulantes ao cargo máximo da nação brasileira começaram a se mexer. Alguns deles são velhos conhecidos na política. O PSDB, por enquanto, é o único com dois pré-candidatos. Vamos a eles:

Álvaro Dias (Podemos)

Está no seu quarto mandato como senador. Foi governador do Paraná. Já passou pelo PMDB, PST, PP e PSDB. O PSDB inclusive já o expulsou e, depois, permitiu que voltasse. Atualmente, está filiado ao Podemos (antigo PTN).

Arthur Virgílio (PSDB)

Atual prefeito de Manaus, ele já foi senador, deputado federal e ministro durante o governo Fernando Henrique. Teve passagem pelo PMDB e PSB.

Ciro Gomes (PDT)

Atual vice-presidente do PDT, já foi ministro nos governos de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Lula. Disputou a Presidência duas vezes (1998 e 2002). Foi governador do Ceará, prefeito de Fortaleza e deputado estadual e federal pelo Ceará. Já se filiou a sete partidos (PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB, PROS e PDT).

Cristovam Buarque (PPS)

Foi governador do Distrito Federal (1995 a 1999) e ministro do governo Lula. Exerce o segundo mandato de senador. Antes de entrar no PPS, foi filiado ao PT e ao PDT.

Eymael (PSDC)

Já disputou quatro vezes a Presidência da República (1998, 2006, 2010 e 2014). Deputado federal constituinte, Eymael exerceu dois mandatos na Câmara dos Deputados. É o atual presidente do PSDC.

Fernando Collor (PTC)

Está no segundo mandato consecutivo como senador por Alagoas. Foi prefeito de Maceió (1979-1982), deputado federal (1982-1986) e governador de Alagoas (1987-1989). Em 1989, foi o primeiro presidente da República eleito pelo voto direto após a ditadura militar. Permaneceu no cargo até 1992, quando sofreu um processo de impeachment.

Geraldo Alckmin (PSDB)

Governador de São Paulo, o médico paulista já foi vereador, prefeito, deputado estadual e deputado federal. Foi filiado ao PMDB de onde saiu para fundar o PSDB. Já concorreu à Presidência da República em 2006.

Jair Bolsonaro (PSL)

Jair Bolsonaro é militar da reserva e cumpre o sétimo mandato consecutivo como deputado federal. Já passou por nove partidos.

João Amoêdo (Novo)

João Amoêdo fez carreira como executivo de empresas. Formado em Engenharia Civil e Administração, teve a maior parte da atuação profissional em instituições financeiras. É um dos idealizadores da sigla.

Levy Fidelix (PRTB)

Foi candidato a presidente da República em três eleições (1994, 2010 e 2014). Trabalhou na campanha de Fernando Collor à Presidência em 1989 e também disputou eleições para deputado federal por São Paulo, vereador e prefeito, mas jamais se elegeu.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Pretende se candidatar à Presidência pela sexta vez. Fundador do PT em 1980, foi o primeiro presidente do partido. Em 1986, se elegeu deputado federal constituinte por São Paulo. Presidente da República por dois mandatos consecutivos (2003-2006 e 2007-2010).

Manuela D’Ávila (PC do B)

Iniciou a carreira política no movimento estudantil. Foi vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) em 2003. Em 2004, se elegeu vereadora em Porto Alegre. Dois anos depois, em 2006, foi eleita deputada federal, reeleita em 2010. Desde 2015, é deputada estadual no Rio Grande do Sul.

Marina Silva (Rede)

Foi deputada estadual no Acre (1991-1994) e senadora pelo mesmo estado por dois mandatos (1995 a 2010). Foi ministra no governo Lula. Filiada ao PT desde 1986, deixou a legenda em 2009 para se filiar ao PV, partido pelo qual concorreu à Presidência em 2010, mas não conseguiu chegar ao segundo turno. Em 2014, se candidatou novamente, desta vez pelo PSB. Atualmente, está filiada à Rede Sustentabilidade.

Valéria Monteiro (PMN)

Jornalista e ex-apresentadora do Jornal Nacional e do Fantástico nos anos 1990, Valéria Monteiro se filiou ao PMN em 12 de janeiro, em ato na Câmara Municipal de São Paulo.

 

Outros possíveis pré-candidatos

 Henrique Meirelles (PSD)

Henrique Meirelles fez carreira como executivo da área financeira, com atuação internacional. Foi presidente do Bank of Boston no Brasil entre 1984 e 1996, quando foi escolhido para presidente mundial da companhia. Em 2002, se elegeu deputado federal pelo PSDB de Goiás. Em 2003, assumiu a presidência do Banco Central até 2010. Voltou a integrar o governo em 2016, dessa vez como ministro da Fazenda, convidado por Michel Temer. Tem participado frequentemente de eventos em igrejas, entidades e associações, mas já disse que só decidirá em abril se pretende lançar pré-candidatura a presidente.

Paulo Rabello de Castro (PSC)

É economista. Foi presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é o atual presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em outubro de 2017, filiou-se ao PSC.

Rodrigo Maia (DEM)

Atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia está no quinto mandato consecutivo como deputado federal. Assumiu a presidência da Câmara no ano passado. Também não anunciou pré-candidatura, mas é o principal nome cogitado no partido ao qual é filiado, o DEM.

Da Redação com informações de sites e blogs de notícias

Foto: Google Imagens

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s